Ladrões furtam R$ 228 mil de cofre da Coca-Cola

Por em 30 de dezembro de 2012
Fachada da fábrica da Coca-Cola, em Jundiaí.

A empresa Coca-Cola Femsa, que fica na rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, teve R$ 228 mil, em dinheiro e cheques, levados de seu cofre. O crime ocorreu na madrugada de quinta-feira, mas só foi registrado na noite de anteontem. No último dia 17, ladrões tentaram roubar os valores do cofre da mesma fábrica, mas não conseguiram.

Os bandidos deixaram para trás uma aliança, com o nome ´Silmara´ e a data 14/06/97 gravados, além de um boné. Os itens foram achados na sala em que o dinheiro da empresa é contado. De acordo com funcionários, a área em que o roubo ocorreu tem grande fluxo de funcionários de empresas terceirizadas. A local conta com duas câmeras de monitoramento, porém, nenhuma delas fica no cofre.

Segundo o boletim de ocorrência, o espaço em que o furto ocorreu fica fechado durante a noite. Não houve nenhum dano na porta da sala que dá acesso ao cofre. Os empregados da empresa desconfiaram do furto ao avistar os objetos deixado pelos ladrões em cima de uma mesa. Depois disso, um funcionário constatou sinais de arrombamento no cofre. Com a chegada do carro forte, detentor das chaves do cofre, foi constatado o furto.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a contagem de valores do cofre é feita por uma funcionária e só depois o dinheiro e cheques são levados para o cofre, o que teria ocorrido por volta da meia-noite do dia 27. Foram levados pouco mais de R$ 79 mil em cheques à vista; R$ 68 mil em pré-datados e R$ 80 mil em dinheiro.  A Polícia Civil investigará o caso. A Coca-Cola se pronunciou apenas através de nota, enviada pela assessoria de imprensa, na qual diz que está apurando as circunstâncias da ocorrência.

Sem sucesso - No último dia 17, três homens armados, usando uniformes do setor de operação, invadiram a empresa e  fizeram funcionários reféns. Os criminosos entraram pelos fundos e renderam os trabalhadores que estavam de plantão, obrigando-os a levar os assaltantes até o cofre. As vítimas tiveram as mãos amarradas e os olhos vendados. O trio, segundo a polícia, teria desistido de levar o cofre por causa de seu tamanho e fugiram sem roubar nada.

Colaboração: Jornal de Jundiaí Regional