Bebida leva motorista de Jundiaí à cadeia

Por em 5 de janeiro de 2013
Reprodução

O consumo de bebida alcoólica levou mais um motorista para trás das grades. Anteontem, foi a vez de um ajudante de 33 anos ser autuado em flagrante por embriaguez ao volante, depois de constatado pelo bafômetro 0,81 miligramas de álcool por litro de ar alveolar expelido por seus pulmões.

De acordo com a polícia, F.A.M. foi flagrado por volta das 20h, na Vila Marlene, em Jundiaí, arrancando em alta velocidade – cantando pneus, segundo informações do boletim de ocorrência – com o veículo Monza de seu amigo, que estava no banco do passageiro. Ele recebeu ordem de parada de uma viatura da PM por esse motivo e, submetido ao teste no etilômetro, o aparelho constatou sua embriaguez.

Ainda segundo a PM, o proprietário do veículo teria dito que entregou o carro ao ajudante após este lhe pedir carona. Ele recebeu uma multa administrativa no valor de R$ 1.915,00. No plantão policial, foi arbitrada ao acusado fiança no valor de dois salários mínimos. Como não foi paga, ele foi recolhido em uma cela do Centro de Triagem de Jundiaí, na avenida Nove de Julho. Já o Monza foi removido ao pátio de uma empresa de guincho.

Terra Nova – Durante a madrugada de ontem, um mecânico de 31 anos foi conduzido ao plantão policial, sob suspeita de dirigir embriagado. W.F., morador na Agapeama, conduzia um Chevrolet Ômega pela avenida Engenheiro Tasso Pinheiro, no bairro Terra Nova, quando foi parado em um comando de trânsito.

Segundo a PM, ele apresentava sinais de embriaguez e teria dito no local que havia ingerido algumas latas de cerveja, negando-se, no entanto, a fazer o teste do bafômetro. No plantão, ele também teria se negado a fornecer amostra de sangue para exame de dosagem alcoólica, sendo liberado após constatação de uma médica legista de que não estava embriagado.

Colaboração: Jornal de Jundiaí