Batida frontal deixa três pessoas feridas

Por em 14 de janeiro de 2013
O veículo ficou destruído no acidente. Foto: Rui Carlos\JJ.

Três pessoas ficaram feridas num acidente envolvendo um Fiat Palio verde e um Gol preto, ambos com placas de Jarinu, registrado por volta das 14h50 de ontem, no km 61 da rodovia Edgard Máximo Zambotto (SP-354). Os feridos foram levadas para o Hospital de Clínicas de Campo Limpo Paulista. Segundo informações de testemunhas e da polícia, que esteve no local, nenhuma delas corre risco de morte.

O Palio trafegava no sentido de Jarinu e era conduzido por Cláudio Gaspar Souza, 41 anos. Ao seu lado estava a esposa, Maria de Fátima Novais Pereira, 29. Por motivos que estão sendo apurados, o carro bateu de frente com o Gol, que era dirigido por Antonio Santino da Silva, 73, e vinha no sentido de Campo Limpo.

Os dois veículos tiveram perda total. A colisão foi tão forte que várias peças dos dois automóveis ficaram espalhadas pela pista.  Ambulâncias de Campo Limpo socorreram as vítimas e a Polícia Militar Rodoviária acompanhou o resgate dos feridos. Chovia na hora do acidente. Vinícius Pereira Barreto, bombeiro que trabalha em Jundiaí, estava próximo ao trecho da SP-354 em que ocorreu a batida e viu o atendimento aos três ocupantes dos carros.

“Vi a mulher com ferimento na altura do pescoço e o motorista do Palio meio atordoado. Todos estavam conscientes e conversavam com as pessoas que os socorreram”, afirmou Vinícius.

Apoio de Jundiaí

O cabo Piovesana, do Corpo de Bombeiros de Jundiaí, chegou a ser avisado do acidente e encaminhou viaturas da Corporação para o local, visando ajudar no resgate às vítimas. A primeira informação era de que uma delas estava presa nas ferragens, mas os socorristas que vieram de Campo Limpo conseguiram retirar o ferido do veículo e os bombeiros que estavam a caminho retornaram ao batalhão.

Os dois carros foram levados para a delegacia de Campo Limpo, onde a ocorrência foi registrada. O patrão de Cláudio, cujo prenome é Domingos, também foi ao trecho em que aconteceu a batida e disse que o casal foi levar uma parente de Maria de Fátima até a estação de trem de Campo Limpo. “Eles estavam retornando quando houve a colisão”. Mais tarde, pelo telefone, Domingos contou que estava no hospital e que as vítimas encontravam-se no setor de emergência da unidade, mas estavam conscientes.

Colaboração: Paulo Ferro\Jornal de Jundiaí