Campo Limpo Paulista sedia a 2ª Caminhada dos Mártires

Por em 19 de março de 2013
Jornal de Itupeva

Promovida pela Pastoral Fé e Política, Campo Limpo Paulista sediou, no dia 17 de março, a 2ª Caminhada dos Mártires da Diocese de Jundiaí.

O evento aconteceu na paróquia Santo Antonio – Distrito de Botujuru e teve início às 8h30, com o café servido aos participantes.

Às 9h, após a bênção do envio ministrada pelo bispo Dom Vicente Costa, padres Geraldo da Cruz Bicudo, Flavio de Lima, o pároco – padre Edmilson de Abreu Silva e o diácono Francisco Terra Aguirra, os mais de 300 participantes saíram da paróquia e percorreu várias ruas, onde foram apontados vários problemas sociais que afligem os moradores.

Foi bonito e importante ver o bispo Dom Vicente, os padres, seminaristas, religiosos, autoridades municipais (vereadores), do Estado – deputado estadual Marcos Martins (PT), líderes dos bairros e pessoas de outras cidades da Diocese, orando, cantando, caminhando e vendo os dramas sociais que o povo sofre.

Foram momentos de Fé, demonstração do protagonismo de leigos e leigas, cristãos que a luz do Evangelho, tiveram visibilidade, voz e vez, para denunciar de maneira pacífica, a ausência dos poderes públicos no atendimento básico e essencial para uma vida digna.

Denunciar a condição precária de moradia com casas construídas em área de risco, tanto de desabamento, quanto a proximidade de área de manancial e/ou degradada, de um atendimento insatisfatório na saúde, com necessidade de grandes deslocamentos para um atendimento ineficiente, de mobilidade urbana com um transporte público caro para percursos pequenos, insuficiente e desconfortável.

Pelas ruas sem calçadas, pelo túnel – importante meio de acesso a vários bairros, mas que possibilita a travessia de apenas um veículo por vez, e onde não há calçadas com segurança para os pedestres, do problema de segurança pública e o extermínio de jovens, enfim, de vários outros problemas que são pontuais e atingem a população com dificuldades que afetam a dignidade humana. De volta à paróquia, teve a solene celebração eucarística, onde no início os caminhantes colocaram no altar de celebração as suas bandeiras, faixas e cartazes e pedidos.

Na homília, Dom Vicente exortou, à luz da Palavra de Deus, próprias da celebração, enriqueceu sua fala com os exemplos de dificuldades que o povo vive, vistos durante a Caminhada, lembrando as palavras do Papa Francisco, de que … “é preciso caminhar”, para o cristão não ser passível aos acontecimentos e procurar sempre mudar a realidade, considerando sempre os princípios de justiça e igualdade. No final Dom Vicente agradeceu a todos que trabalharam para a realização da Caminhada, incentivando com palavras e carinho a participação nos eventos promovidos pela Diocese.

E no encerramento, um momento e sinal bastante positivo quando o pároco, padre Edmilson, anunciou que breve estará formando a equipe da Pastoral Fé e Política daquela comunidade, contando com a assessoria da equipe da Pastoral Fé e Política Diocesana.

Colaboração: Reinaldo Oliveira: 
Agente da Pascom, da Pastoral Fé e Política e da Comissão de Comunicação do CNLB SUL 1