O equilíbrio e a bocha

Por em 19 de abril de 2013
Jornal de Itupeva

Atividades como bocha, dominó, damas, truco, hidroginástica, exercícios, vôlei e tênis de mesa adaptado, são oferecidas pela prefeitura de Itupeva à Melhor Idade de Itupeva.

Há duas semanas, a imprensa local vem elaborando reportagens especiais sobre o esporte direcionado ao idoso, e hoje é a vez da bocha, ou boccia.

As tardes de segundas e quartas-feiras são ocupadas pela modalidade. Em Itupeva, a professora Cristiane Antunes Toledo, que há quase duas décadas trabalha com o esporte para a melhor idade, explica o que a bocha proporciona a seus alunos.

“Controle da força, equilíbrio e flexibilidade. As pessoas que assistem a modalidade, até pensam que a prática da bocha é fácil, porém, engana-se.

O esporte é uma estratégia e se você lançar a bola com muita força pode atravessar a cancha (pista de jogos da bocha) e bater na parede, não cumprindo o objetivo dentro do jogo.”

“A bocha é um esporte que têm que ser jogado em equipe e isso faz o esporte ser muito legal, diante a competitividade. A convivência entre os idosos, na cancha, também é levada para fora, na vida lá fora, um ligando para o outro”, disse a professora sobre os ganhos pessoais de amizade que seus alunos tem.

Maria Medina Fontolan, mas conhecida como Mariazinha, tem 67 anos e diz que a prática dessa modalidade a acalmou.

“A bocha me acalma, pois a prática do esporte exige muito, isso porque temos que estar concentradas na partida.”

“Quanto mais jogamos bocha, mais dá vontade de se jogar, pois é um esporte muito gostoso”, disse Vera Lúcia da Silva Reis, 62 anos, que pratica bocha há cerca de um ano.

Bocha

O esporte é de origem romana e tem como objetivo lançar bochas (bolas) e situá-las o mais próximo possível de um ‘bolim’ (bola pequena). Disputado em dupla, cada uma tem o direito a dois lances de bolas, usando da estratégia em cada jogada, principalmente para afastar o adversário do objetivo.