Reconhecido homem que roubou carga de cigarros

Por em 12 de setembro de 2013
Jornal de Itupeva

O delegado Marcel Fehr, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, confirmou ontem que um homem de 38 anos, que está foragido, foi reconhecido fotograficamente pela vítima de ter participado do roubo de uma carga de cigarros, avaliada em R$ 13 mil.

Cássio Medina cometeu o crime no dia 4 de junho, na avenida Humberto Cereser, no Caxambu. Segundo Marcel, o setor de inteligência da unidade apurou, através de imagens obtidas do local, que Cássio ajudou a fazer o transbordo da carga (composta por 2.500 maços de cigarro) da Kombi da vítima para um Astra preto. “Este indivíduo já vinha sendo investigado por roubo de cargas, além de ser foragido do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Bauru desde 2009”, revelou o delegado.

Medina cumpria pena em regime semiaberto, por receptação e roubo qualificado, e Marcel pediu sua prisão temporária. “Os investigadores da DIG não o localizaram nos endereços em que ele poderia estar. O Cássio pode ser autor de outros crimes e, se alguém o reconhecer, pode ligar para esta delegacia”, finalizou o delegado. O telefone da DIG é (11) 4586-8204.

Latrocínio

Marcel Fehr também confirmou ontem que os homossexuais Diego Faria Silva, de 25 anos, conhecido como ‘Paloma’, e Jonathan dos Santos Gonçalves, de 22, a ‘Chelen’ – suspeitos de matar por espancamento a pensionista Natalina Formagio Pelegrino, de 76 anos, em 7 de agosto deste ano, foram denunciados por latrocínio (roubo seguido de morte). Ambos estão presos e tiveram suas prisões preventivas decretadas, a pedido do delegado da DIG.

Natalina foi encontrada pela filha caída em seu quarto, com ferimentos no crânio e na face. Na ocasião, um pedaço de pau, manchado de sangue, foi visto no local. Um celular levado do imóvel da vítima teria sido vendido pelos acusados por R$ 20, para a compra de quatro pedras de crack na Vila Ana. Outros R$ 50 furtados também podem ter sido utilizados para o mesmo fim.

Jornal de Jundiaí