Paixão de Cristo reúne 3 mil no Parque

Por em 19 de abril de 2014
Momento da crucificação de Jesus Cristo

Cerca de 3 mil pessoas prestigiaram o teatro da Paixão de Cristo, evento que acontece em Itupeva há 8 anos e que pela primeira vez foi encenada no Parque da Cidade, propiciando características semelhantes à realidade da época. Os figurinos e o cenário, que são desenvolvidos pela Companhia Perfomático Corpo, também foram fiéis à trajetória de Jesus.

O evento, que desde 2006 é revivida em detalhes no município, é a data mais importante para os cristãos.

A encenação aconteceu na noite de ontem, sexta-feira e contou com um público superior aos anos anteriores, motivo justificado diante a mudança do local para o Parque, que conta com fácil acesso e ampla área que possibilita maior concentração de pessoas.

O prefeito de Itupeva, Ricardo Bocalon, idealizador do teatro no Parque da Cidade, afirmou que o evento superou todas as suas expectativas. “Estamos investindo no Parque da Cidade, trabalhando para que este local seja cada dia mais frequentado pela população de Itupeva, um dos marcos de nosso governo. Fomos extremamente felizes ao levar o teatro ao parque, que tem acesso muito mais fácil, ampla área de estacionamento e com isso a possibilidade de levar mais conforto e acessibilidade às pessoas. O teatro emocionou bastante e só tenho a parabenizar a todos os integrantes da encenação, bem como seus organizadores. Aproveito a oportunidade para desejar uma Feliz Páscoa a toda a população.”, disse Bocalon.

A Encenação

Procurando a maior participação e interação dos itupevenses na peça, o diretor da ‘Paixão de Cristo’, Alexandre Carvalho, explicou que parte do elenco do espetáculo, composto por mais de 30 atores, é formado por membros da população da cidade:

“Nossa intenção com isso foi de levar à população para dentro do nosso espetáculo, de nossa encenação assim conseguimos interagir mais com a comunidade.”.

Carvalho ainda diz que a abordagem principal da peça foram os caminhos trilhados por Cristo, a mensagem deixada por ele, mas de forma diferenciada:

“Contamos a história com uma poética mais sensível, argumentada, focando a trajetória de Jesus e da mensagem de boas novas que ele passa na ressurreição.”.

Outra novidade para este ano na ‘Paixão de Cristo’ foi o trabalho corporal feito pelos os atores em algumas cenas, como forma de expressar de forma diferente certas mensagens.

A encenação da Paixão de Cristo foi promovida em parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e Cultura e a Companhia Performático Corpo.