Águia da PM socorre vítima de soterramento

Por em 28 de agosto de 2014
Jornal de Itupeva

Um desmoronamento de terra deixou duas vítimas feridas e provocou pânico aos funcionários de uma obra de terraplenagem, localizada nas proximidades da Fazenda Serra Azul, no bairro Santa Maria da Posse, em Itupeva. Uma das vítimas foi socorrida para o Hospital de Itupeva e a outra, consciente e com ferimentos aparentemente leves, foi socorrida pelo Helicóptero Águia da Polícia Militar, levada para o Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí.

O acidente

Eram cerca de 13h30 da tarde desta quarta-feira, dia 27, quando o Corpo de Bombeiros de Itupeva recebeu um chamado de socorro. Segundo o solicitante, duas pessoas teriam sido soterradas quando trabalhavam na instalação de uma tubulação para fios, em uma terraplanagem, em Itupeva.

Várias viaturas do Corpo de Bombeiros de Itupeva, bem como do Setor Municipal de Ambulâncias, deslocaram-se para o resgate as vítimas. O helicóptero Águia da Polícia Militar também foi acionado e deu suporte ao resgate.

De acordo com informações obtidas no local, dois homens trabalhavam em uma escavação com cerca de cinco metros de profundidade, alinhando uma caixa de concreto que era içada por um caminhão munck, quando parte do aterro desmoronou sobre eles.

Uma das vítimas ficou com o corpo soterrado e a outra com apenas parte do corpo debaixo da terra. Em total desespero, os próprios funcionários, com auxílio de uma pá, conseguiram retirar a terra de cima das vítimas. Um dos trabalhadores foi encaminhado para o Hospital de Itupeva e o outro foi levado pelo helicóptero Águia até o Hospital São Vicente.

De acordo com os bombeiros, os ferimentos aparentemente foram leves e ambas as vítimas estavam conscientes durante o socorro.

A Defesa Civil da Prefeitura Municipal de Itupeva esteve no local e teria observado irregularidades, motivo pelo qual determinou a interdição do local por 72 horas, até que as observações fossem sanadas e apresentada a documentação regular para que a obra tenha continuidade. Um representante da empresa responsável estava no local e disse que não tinha permissão para se manifestar. As equipes dos cabos Elvis e Godoi, do 2º Pelotão de Polícia Militar de Itupeva, estiveram no local para o registro da ocorrência.