Grupo de Gestantes visita Maternidade

Por em 19 de março de 2016
Jornal de Itupeva

Em uma ação que há quase 4 anos vem ajudando e dando tranquilidade para gestantes na cidade, o Governo Popular de Itupeva promove, semanalmente, um programa de visita à maternidade do Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida, sendo parte do encontro dos Grupos de Gestantes da cidade.

“Essa é mais uma entre tantas ações que este governo realiza diariamente na saúde para atender as necessidades de nossa população, além desta iniciativa hoje você vai ao hospital e encontra ginecologista e pediatra 24 horas, ortopedista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, que antes não tinha. Agora o novo método de parto seguro busca oferecer o melhor para a gestante desde o pré-natal, passando pelo parto, seja ele parto natural ou cirúrgico, e o pós-parto (puerpério), envolvendo a família em todo o processo da gestante. Entendemos que são necessárias essas mudanças, para continuar ofertando serviço de qualidade à população. E seguindo esse modelo deste governo, o de governar para cuidar das pessoas, e cuidar é arregaçar as mangas e trabalhar e não ficar com politicagem, mentindo para a população, mas enquanto os mal-intencionados inventam boatos nós trabalhamos para melhorar a vida das pessoas”, aponta o prefeito Ricardo Bocalon (PSB).

Para o Secretário Municipal de Saúde, Marco Ferrari, as visitas são importantes para as gestantes conhecerem os procedimentos pelos quais elas passarão durante o parto: “A visita dá mais tranquilidades as gestantes porque elas têm o contato com todo o processo por qual elas passarão, com os nossos dados, saberem que nós realizamos mensalmente cerca de 50 partos.”.

Responsável pelo grupo “Famílias Grávidas”, da Vila São João, Maria José Pires Oliveira, Agente Comunitária de Saúde da UBS da Vila São João, destacou durante a visita a confiança que a ação causa para as grávidas: “O trabalho que realizamos há anos para a gestante ter o primeiro contato com tudo que elas ainda vão passar até a hora do parto, isso tranquiliza elas.”.

Chegando ao seu 7º mês de gestação, Daiane Cristina Lázaro da Silva, de 24 anos, diz que ficou tranquilizada com a visita e com e em conhecer a maternidade do Hospital: “Fiquei mais tranquila depois de conhecer aqui, de ter contanto e ver o que vai acontecer na hora do parto.”.

Thales Mileto