Campo Limpo Paulista recebe mais 127 casas do Governo do Estado

Por em 25 de maio de 2016
Divulgação

Os investimentos são de R$ 10,3 milhões

Nessa segunda-feira, dia 23 de maio, no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Habitação, Rodrigo Garcia, assinaram a ordem de início de serviços (OIS) para a construção de 127 unidades habitacionais na região de Jundiaí.

As novas moradias estão distribuídas no empreendimento Campo Limpo Paulista D (127). O governador e o secretário também assinaram OIS para outros 38 municípios do interior paulista, num total de 4.440 novas unidades habitacionais. O evento contou com a participação do presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), Marcos Penido, e dos prefeitos das cidades contempladas.

“Os conjuntos habitacionais serão viabilizados por meio do Programa Parceria com Municípios, na modalidade Administração Direta. Os empreendimentos serão implantados em terrenos doados pelas prefeituras, que ficam responsáveis pela licitação e administração das obras, com repasse de recursos financeiros e supervisão da CDHU”, explica o secretário.

Atualmente, encontram-se em obras 111 mil unidades habitacionais em todo o Estado de São Paulo, por meio da CDHU e da Casa Paulista. Entre 2010 e 2015, a Secretaria de Habitação entregou 72.474 unidades habitacionais em todo o Estado, sendo 48.726 via CDHU e 23.748 via Casa Paulista. Nesta gestão aproximadamente 297 mil famílias de baixa renda foram beneficiadas pelo programa habitacional do Estado.

O presidente da CDHU, Marcos Penido, destaca que “o Estado de São Paulo é o único do país que destina 1% do seu ICMS para a habitação de interesse social”, e explica a função da OIS “é um documento que autoriza o município a iniciar os trabalhos nos canteiros de obras”.

Habitação presente

A Secretaria de Habitação do Estado já entregou 10.368 moradias nos municípios da região de Jundiaí, o que representa um investimento de R$ 146,6 mil. Outras 40 unidades estão com obras em andamento e compreendem R$ 2,7 mil de recursos. Mais R$ 41,9 mil serão destinados para viabilizar 521 habitações que estão em programação. As unidades habitacionais foram produzidas por meio da CDHU e Casa Paulista.