2700 animais de Louveira já possuem microchip

Por em 17 de junho de 2016
Divulgação

Um dos trabalhos mais ativos do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Louveira é a castração realizada gratuitamente em cães e gatos (macho e fêmeas).

O serviço já castrou 1.800 animais, em média são realizadas 70 castrações por mês. O atendimento clínico que também é gratuito é feito todas as segundas e quintas das 8h às 11h e das 13h às 16h na Rua Aparecido Ribeiro Damasceno, nº 45, Bairro Leitão. Só no primeiro quadrimestre deste ano, o CCZ fez 632 atendimentos clínicos.

Castração
Para participar do programa, o dono ou responsável pelo animal deve ser maior de 18 anos e é necessário levá-lo junto para o agendamento, pois serão feitas as avaliações clínicas veterinárias, bem como perguntas a respeito da saúde do bicho de estimação. Para isso, é necessário levar o cartão cidadão e a carteira de vacinação do animal.

Nas segundas e quintas acontece a primeira visita e o agendamento das datas. Já as cirurgias são realizadas todas as terças, quartas e sextas. A secretaria da prefeitura ressalta que a castração é importante para o controle de população de cães e gatos, além de proteger a saúde do animal. Durante o agendamento, o proprietário recebe todas as orientações pré-cirúrgicas, além do microchip que é inserido no animal. Para o ano de 2016 são previstas mais 500 cirurgias de castração, incluindo cães de rua.

Microchip
Para todo animal que passa por atendimento clínico no CCZ é realizada a implantação do microchip, que é um dispositivo estéril, do tamanho de um grão de arroz, aplicado abaixo da pele, entre as escápulas, para identificação do animal.

A aplicação do microchip em um animal é rápida e possui um número único que não se repete em nenhuma parte do mundo. Se um animal microchipado é encontrado, ele pode ser identificado facilmente, através de um leitor. Este número é digitado em um site que acessa um banco de dados.

Além de ajudar na devolução do animal perdido a seu tutor, a identificação por microchip diminui sensivelmente o abandono de animais, pois se um cão ou gato é encontrado, através de seu número de identificação é possível localizar o seu dono e desta maneira, o punir pelo abandono. Já foram implantados aproximadamente 2.700 microchips nos animais em Louveira.

CCZ
É um órgão atuante no município e que constitui uma base operacional para o desenvolvimento das ações de vigilância ambiental em saúde, para a promoção, prevenção e controle de zoonoses.

O CCZ é responsável pelo controle de agravos e doenças transmitidas por animais aos homens (zoonoses), através do controle de populações de animais domésticos (cães e gatos) e controle de animais sinantrópicos (morcegos, pombos, ratos, mosquitos, abelhas entre outros).

O CCZ oferece vacina contra a Raiva e alojamento para animais que possuem alguma doença como Sarna ou Leptospirose.