Louveira participa da criação da Associação Paulista de Escolas do Legislativo e de Contas

Por em 23 de fevereiro de 2017
Florian Madruga, presidente da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL).

Representantes da Escola do Legislativo Comendador Walter Mazzali da Câmara de Louveira participaram, na quinta-feira, 16, do 2º Encontro de Escolas do Legislativo e de Contas, organizado pelo Instituto Legislativo Paulista (ILP), da Assembleia Legislativa paulista. Durante o encontro, dezenas de escolas trocaram experiências e, ao final, foi fundada a APEL (Associação Paulista de Escolas do Legislativo e de Contas).

A mesa de trabalhos foi composta por Rodrigo Tritapepe, diretor-presidente do ILP; Florian Madruga, presidente da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas (ABEL); Roberto Lamari, vice-presidente da ABEL; e Bibiana Freitas Camargo, coordenadora da Escola Paulista de Contas Públicas, do Tribunal de Contas do Estado, representando as escolas de contas.

Para aprimorar esse intercâmbio foi criada a Apel, que pretende atrair a iniciativa privada para que sejam disponibilizados futuros cursos às escolas legislativas implantadas pelo estado. Foi anunciada a primeira parceria, feita com a indústria química Basf do Brasil, através da Fundação Espaço ECO (FEE), que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias científicas desenvolvidas e reconhecidas internacionalmente. A Apel ficará sob a presidência de Roberto Lamari.

O diretor da Escola do Legislativo de Louveira, João Ricardo Pupo, a coordenadora pedagógica, Silvia Regina Cavalli da Silva, e o secretário Rafael Alexandre S. Rodrigues prestigiaram o evento e assinaram a participação de Louveira na Associação.

“Obtivemos apoio irrestrito do vereador Marquinhos do Leite, presidente da Câmara de Louveira, para trocarmos experiências e trazer mais oportunidade de cursos e treinamentos para os servidores, além de ações que envolvam o desenvolvimento da consciência cidadã para o público geral”, comentou o diretor.

No Brasil existem apenas 151 escolas legislativas e de contas, sendo 40 no estado de São Paulo. Um dos trabalhos da Apel será incentivar a criação de novas escolas com o objetivo de qualificar os servidores para que possam assessorar bem os parlamentares, além de disseminar o conhecimento da cidadania para a população em geral.

Colaboração: Ricardo Pupo