Grito 2017 reuniu manifestantes em frente a Catedral em Jundiaí

Por em 8 de setembro de 2017
Grito 2017 reuniu manifestantes em frente a Catedral em Jundiaí

A edição do Grito dos Excluídos/as 2017 reuniu manifestantes das pastorais sociais, sindicatos, organismos e entidades da sociedade civil organizada em frente à Catedral, neste dia 7 de setembro, em Jundiaí.

Como nos anos anteriores, o Grito é construído em dois momentos: iniciando com a celebração eucarística e depois a manifestação na praça. E o primeiro momento teve no acolhimento a fala do grave momento social e político, seguido da suplica a Deus com pedido de perdão pela omissão e ter chegado a este difícil momento.

Na exortação o bispo Dom Vicente Costa falou da carta da CNBB sobre o momento, falou que a luz da Palavra de Deus, é lamentável que os políticos – eleitos para uma missão tão nobre, esqueçam as reais atribuições para se locupletarem, lembrando inclusive as grandes quantias de dinheiro encontrado com alguns.

Falou das palavras do Papa Francisco, na Bolívia, especialmente dos “3 Ts” – Terra, Trabalho e Teto, lembrando que é preciso continuar denunciando, ter visão crítica e lutar por justiça e dignidade. Em momento de “mea culpa” disse que em anos anteriores já teve um número maior de participantes, lembrando ao clero diocesano que é preciso incentivar a participação nas paróquias, comunidades, pastorais e organismos.

Após a celebração, já na praça, em frente à Catedral, sempre lembrando o lema “Por direito e democracia a luta é todo dia”, o povo fez suas manifestações pacíficas “gritando” pelas dificuldades que encontram em suas atuações nos mais diversos segmentos que atuam. Foram compartilhamentos, feitos com a esperança de que suas vozes e clamores sejam ouvidos no sentido de mais ética, verdade, transparência e dignidade para com o povo brasileiro.

A equipe de organização do Grito dos Excluídos/as, da Diocese de Junsdiaí agradece a colaboração e parceria de todos e todas que colaboraram para sua realização, de modo particular ao Sindicato dos Alimentícios, pelo caminhão de som. É isso!

Reinaldo Oliveira