CNBB, Comissões Pastorais e Movimentos alertam para o momento social e político

Por em 25 de setembro de 2017
Walter Merlugo, Dom João e Reinaldo Oliveira

As duras transformações que estão acontecendo no cenário social e político, nem sempre com clareza para a população brasileira, têm sido motivo de preocupação para a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Comissões Pastorais e Movimentos.

Por este motivo nos últimos meses a CNBB tem manifestado sua preocupação com os temas em pauta no Governo Federal, Câmara e Senado Federal, através de comunicados à população. Também as Comissões Pastorais e Movimentos têm se manifestado.

Neste sentido desde abril de 2016 a Comissão 8 do Regional Sul 1 vem promovendo Fóruns e Seminários com os temas atuais – Reforma da Previdência e Leis Trabalhista e outros, trazendo importantes assessores para falar sobre estes temas para agentes de pastorais das 47 dioceses do Regional Sul 1.

A equipe de coordenação da Comissão 8, reúne-se ordinariamente na sede da CNBB, debatendo as pautas e articulando os Fóruns e Seminários, a saber: realizou Fóruns em Bragança Paulista, Região Episcopal Santana e na Diocese de Santos, e Seminários no Ipiranga, em São Paulo e em Limeira.

Em reunião no dia 20 de setembro definiu a pauta e tema do Fórum que será realizado no dia 11 de novembro em Campinas/SP. A Comissão 8 tem como presidente o bispo da Diocese de Lorena/SP – Dom João Inácio Muller e como coordenador o padre Walter Merlugo Jr. – da Diocese de Bragança Paulista.

Em continuidade aos temas anteriores, o Fórum em Campinas, levará ao debate o tema: “Doutrina Social da Igreja: desafios e possibilidades na atualidade”, com assessoria do padre Antonio Aparecido Alves, da Diocese de São José dos campos.

O local do Fórum será no Colégio Notre Dame, localizado a Rua Egberto Ferreira de Arruda Camargo, 151. A equipe de coordenação já trabalha no envio de carta convite aos bispos, dioceses e coordenações pastorais, para que enviem os agentes de pastorais para o debate deste importante tema. É isso!

Reinaldo Oliveira