Confusão e tiros termina em prisão no Monte Serrat

Por em 26 de setembro de 2017
Confusão, tiros, um fica ferido e outro preso no Monte Serrat

Na noite do último domingo, dia 24 de setembro, a polícia militar foi acionada para intervir em uma briga que envolveu três homens, sendo que um deles estava armado de revólver e teria efetuado disparados. A confusão aconteceu na Praça do bairro Monte Serrat, na antiga estação Ferroviária Sorocabana, em Itupeva.

Não se sabe ao certo os motivos que levaram à discussão, porém, populares informaram que dois dos envolvidos eram da mesma família e teriam discutido com um terceiro. A dupla estava armada com um revólver e um dos acusados atirou na vítima, fugindo em seguida.

A Polícia Militar foi acionada e identificou o autor dos disparos, tendo sido encontrado em sua residência, que fica localizada a poucos metros do local da briga. Ele foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia de Polícia de Itupeva.

A vítima, J. C. S., 28 anos, morador da Estrada Municipal do Quilombo, foi ferido por um tiro no braço. Ele foi socorrido por populares até o Hospital de Itupeva onde permaneceu internado.

Os cabos S. Costa, Junior, Zanchi e soldado Mayumi localizaram dois projeteis disparados por arma calibre 32.

Uma mulher teria ido até a praça para saber o que havia acontecido e informou que seu esposo e seu filho estavam envolvidos na confusão.

Ao descobrir o endereço dos possíveis autores da tentativa de homicídio, os policiais foram até o local o encontraram um deles, que alegou que nada tinha a ver com a confusão.

A residência foi vistoriada e a arma não foi encontrada, sendo muito provável que tenha sido jogada no rio Jundiaí, que passa nos fundos da residência, ou que seu filho, que também teria participado da briga, tenha fugido levando o revólver .

C.H.C, 48 anos, foi conduzido até a Delegacia de Polícia para ser apresentado ao delegado, dr. Osvaldo Cândido, onde foi reconhecido pela vítima como o autor do tiro que feriu seu braço.

Diante o reconhecimento, C.H.C recebeu voz de prisão por Tentativa de Homicídio e foi recolhido ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista, onde permanece à disposição da Justiça.

A Polícia Científica de Jundiaí foi acionada e compareceu ao local para fazer a perícia científica.