Irmãos colombianos são detidos com R$ 35 mil em roupas furtadas do Outlet

Por em 13 de novembro de 2017
Jornal de Itupeva

Um furto audacioso foi registrado neste domingo, dia 12, em Itupeva. Os irmãos colombianos, Rosemberg Sneider Culma Árias e Yuli Gutierrez Arias  foram flagrados ainda no interior do Outlet Premium e confessaram o furto de dezenas de peças de roupas e calçados.

Para cometer o crime, os irmãos estacionaram o veículo na área interna do Outlet, localizado no bairro Rio Acima, em Itupeva, e faziam ‘baldeações’ das lojas. O objetivo do casal eram produtos de lojas de grife como: Calvin Klein, The North Face, Adidas, Puma, New Era, Surf Stok, Asics, Hering, entre outras.

A prisão em flagrante dos acusados aconteceu após o Centro de Operações da Guarda Civil Municipal de Itupeva ter recebido o comunicado de dois estabelecimentos comerciais, que informaram a suspeita de furto, bem como a detenção dos acusados que, passando-se por clientes, caminhavam em atitude suspeita pelas lojas até serem contidos pela equipe de segurança.

Para o local foram deslocadas as viaturas 29 e 31, onde fizeram contato com os lojistas e também com os seguranças do Outlet, que mantinham detidos em sala apropriada os dois suspeitos. Durante conversa com os GCMs, a princípio o crime foi por eles negado, mas um deles acabou confessando o furto e indicou o local onde o carro, um Fiat Brava, estava estacionado.

No interior do veículo, a quantidade de roupas e calçados impressionou guardas e até mesmos os próprios lojistas vitimados. Estima-se que a o total furtado ultrapasse R$ 35 mil.

O gerente de uma das lojas furtadas imaginava que o casal havia furtado apenas um par de tênis, porém, ao abrir o porta-malas do carro percebeu que o prejuízo era muito maior. No carro haviam cerca de 30 pares de tênis.

Diante a comprobatória do furto e também da confissão, os acusados foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Itupeva, onde foi ratificada a voz de prisão em flagrante delito por parte da autoridade policial de plantão, sendo os mesmos indiciados por furto (art. 155, parágrafo 4° do Código Penal).

Todo produto furtado foi devolvido para os responsáveis das respectivas lojas.