Acusado de participar da morte do sargento Jorge é absolvido

Por em 10 de fevereiro de 2018
Acusado de participar da morte de sargento da PM é absolvido

Nesta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, o Tribunal do Júri de Jundiaí absolveu o réu Reginaldo Pereira Carvalho, da acusação de participação em homicídio do sargento da Polícia Militar de Itupeva, Jorge Melo Fernandes. O crime aconteceu em no novembro de 2013 e chocou a cidade de Itupeva.

Reginaldo participava de um bando que tentou roubar o caixa eletrônico de um supermercado de Itupeva.

A Polícia Militar surpreendeu o grupo, houve troca de tiros e perseguição pela rodovia Mário Tonoli, principal acesso entre Itupeva e Indaiatuba.  Nas proximidades do bairro Santa Eliza, a polícia interceptou o veículo dos criminosos e foi alvejada por vários tiros. Os militares revidaram aos disparos e o sargento Jorge foi mortalmente ferido.

A Defensoria Pública alegou que o réu não sabia que o policial tinha sido morto e que foram os seus comparsas que atiraram no militar.

Durante o julgamento, ocorrido na Sala Secreta, os jurados votaram pela absolvição do réu. Mas Reginaldo não fica livre. Ele responde processo por roubo e continua preso.

Os outros quatro colegas de Reginaldo foram condenados em outro julgamento de 2016 a 25 anos de cadeia, em regime fechado. Veja as penas que cada um recebeu no quadro abaixo:

Familiares do sargento da Polícia Militar de Itupeva ficaram revoltados com o resultado. Eles chegaram a fazer uma manifestação em frente ao Fórum de Jundiaí.