Desenvolvimento e futuro de Itupeva são apresentados na Feiccad

Por em 23 de julho de 2018
Desenvolvimento e futuro de Itupeva são apresentados na Feiccad

Itupeva está em pleno desenvolvimento. Quem comprova isso são os números: aumento nas vagas de emprego, nos cursos profissionalizantes oferecidos gratuitamente, na expansão empresarial, no PIB e também no número de habitantes. Estes dados e também as perspectivas e planos para os próximos anos foram apresentados pela Prefeitura de Itupeva na Feiccad (Feira do Imóvel, Construção, Condomínios, Arquitetura e Decoração).

A palestra foi feita pelos secretários Sami Mansour (Indústria, Comércio e Desenvilvimento Econômico) e Marcos Brunholi (Agricultura e Turismo). O objetivo, segundo os secretários, é que Itupeva esteja entre as cinco cidades do Brasil mais atraentes para investimentos empresariais.

“O poder público tem como obrigação atrair mais tecnologia, conhecimento, recursos e infraestrutura para o município. E o setor imobiliário é o termômetro da economia! Nós somos responsáveis por criar condições, organizar o desenvolvimento e divulgar a cidade”, explicou Sami.

Quem acompanhou a palestra pôde entender um panorama geral do município nas áreas de Indústria, Logística, Agricultura e Turismo. Viu, também, o planejamento traçado pelo prefeito Marcão Marchi para uma “Nova Itupeva”, que tem pontos muito fortes para o desenvolvimento no futuro.

Atualmente Itupeva conta com 3037 empresas ativas. Isso representa um crescimento de 35% em relação à 2016. Deste número, 80% é composto de MEIs (Microempreendedores Individuais). “Temos percebido que a onda de desemprego fez com que as pessoas buscassem abrir o próprio negócio. A Sala do Empreendedor veio para ajudar esse tipo de empreendedor”, explicou Sami.

Por conta da localização – com acesso às principais rodovias e a 30 minutos de São Paulo – a aposta é que três eixos se tenham mais progresso: Rota Sul (um projeto idealizado por empreendedores e que consiste em investimentos na região Sul da cidade), a região do Vida Completa Serra Azul e as proximidades da Rodovia Miguel Malhado (que liga Itupeva a Campinas).

Agricultura e Turismo – Itupeva é a terra da diversidade no que se refere ao turismo: compras, diversão, passeios rurais, veraneio, gastronomia, trilhas e turismoreligioso. A agricultura também é diversificada e conta com grandes plantações como brócolis, abobrinha, hortaliças e uva. Em relação ao território itupevense, 54% é destinado à agricultura, com plantação de frutas, legumes e verduras.

“O nosso desafio é que queremos um crescimento sustentável, com uma área rural produtiva e um turismo que funcione. Para isso, precisamos trazer novos recursos para cá”, explicou Marcos Brunholi.

Atualmente o município recebe em média 7 milhões de pessoas na região do Serra Azul (que conta com centro de compras, parques temáticos e restaurantes). “Já elaboramos algumas ações para trazer essas pessoas para o centro da cidade, valorizando o comércio local e os outros tipos de turismo, não apenas o de compras”, declarou o secretário.

Novos investidores – Todo o desenvolvimento do munícipio já foi notado por investidores, que escolheram Itupeva para instalar as empresas, gerando assim mais empregos e renda à população.

“Colocamos o mapa de São Paulo em cima da mesa e pensamos: onde vamos nos instalar? Claro, muitas cidades são ótimas, mas nenhuma delas era igual Itupeva. Posso dizer que a cidade é pé no chão, coisa de interior mesmo. Não tem uma pose, uma soberba que vimos nos outros locais. Abrimos a empresa em 2017 e já contratamos mais de 20 funcionários itupevenses. Além disso, também utilizamos serviços como monitoramento, mão de obra e alimentação de empresas de Itupeva”, comentou Martin Paul Shwark, da Kronan Sistema Construtivo, que acompanhou a palestra.
“Tivemos uma visão de crescimento de Itupeva que nos levou a criar a Rota Sul. A nossa história na cidade começou num sítio, na plantação de uva, pêssego e maça. Hoje decidimos investir no imobiliário e acreditamos que dará certo”, declarou Célia Benassi.

“Nós identificamos um potencial no município pois há um crescimento de áreas importantes como agricultura, indústria e infraestrutura. Os números também nos indicam que o futuro é promissor”, comentou Maxwell Nogueira, que trabalha em marketing.

A secretária de Desenvolvimento Social, Aline Alves, também assistiu a palestra.

Conquistas – Além dos projetos para o futuro, foram apresentadas as conquistas que fizeram com que Itupeva, a partir de 2017, tivesse este salto de qualidade em áreas fundamentais para o desenvolvimento.

Fazem parte disso a adesão do município ao Via Rápida da Jucesp; criação da Sala do Empreendedor; construção da primeira represa de abastecimento de água em Itupeva; recurso para a instalação do coletor de esgoto na margem direita do Rio Jundiaí; retomada do video monitoramento e ampliação do efetivo da Guarda Civil Municipal; mais de 4 mil vagas oferecidas gratuitamente para cursos profissionalizantes; criação da nova Lei de Incentivo; produção de um novo Mapa Turístico; classificação como Município de Interesse Turístico (MIT); instalação de um posto do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e subvenção para agricultores.