PSG Itupeva é campeão da primeira divisão

Por em 20 de agosto de 2018
PSG Itupeva é campeão da primeira divisão

A noite de sábado (18) foi mais uma em que o esporte itupevense foi celebrado com um grande evento. O PSG Itupeva voltou a vencer o Bairro Preto/Bom Jardim, dessa vez por 4 a 3, na final do 31º Campeonato Principal de Futsal da Prefeitura e se sagrou o campeão do mais tradicional torneio da modalidade na cidade. O ginásio Dorival Raymundo recebeu um grande público para decisão.

O prefeito Marcão Marchi fez questão de parabenizar os atletas de ambas as equipes e destacou: “Esse resgate do esporte que estamos promovendo na cidade desde o ano passado passa por cada um dos presentes nesse evento, sejam os atletas, os servidores que trabalham para que tudo corra bem, e a população que comparece para prestigiar”.

A cerimônia antes do início do jogo contou com apresentação do Coral Adulto da Casa da Cultura da Prefeitura que, sob a regência da professora de Juliana Freire, executou o Hino Nacional e o Hino de Itupeva e encantou os presentes. A iniciativa é inédita e mostra os resultados positivos conquistados pela Prefeitura na valorização cultural do itupevense.

Antes da bola rolar, atletas, servidores e público também fizeram um minuto de silêncio em respeito ao falecimento de Elizabeth Razé Toledo, mãe do secretário de Esportes e Lazer, Robinson Toledo, ocorrido na manhã desse sábado (18).

O PSG Itupeva, além da conquista do título com vitória bastante valorizada graças a ótima atuação do adversário, também faturou todos os troféus: melhor defesa, fair play, melhor técnico (para Antônio Rufino Aragão) e ainda artilharia para Renato Alcântara Rocha, com 17 gols. O Pirepack/Wogel ficou com o terceiro lugar.

A final também contou com a presença dos vereadores Eri Campos, que preside a Câmara, Edicarlos Candiani Luna, Marcio Gallo e Tatiana Salles.

Jogo equilibrado e vitória só nos minutos finais

A partida começou marcada por muito equilíbrio, com os dois times buscando abrir o placar. O primeiro gol só veio depois de quase 10 minutos de jogo, com Igor Souza colocando o PSG na frente e ampliando a vantagem da equipe, que jogava pelo empate – por ter vencido por 4 a 0 o primeiro jogo.

Precisando do resultado, o Bom Jardim partiu para o ataque e conseguiu o empate três minutos depois, com Wellington de Morais. Aos 15, Vinícius Veras marcou o gol da virada e deixou o time com o resultado que precisava para levar a disputa para a prorrogação. Mas a comemoração não durou muito, pois aos 17 e meio, Anderson Aragão deixou tudo igual novamente. O Bom Jardim ainda acertou uma bola na trave, mas o primeiro tempo acabou 2 a 2.

Na etapa final, a disputa seguiu bastante parelha. Aos 11 minutos, o artilheiro do campeonato, Renato Alcântara, recebeu na esquerda e bateu cruzado para marcar o terceiro do PSG. No entanto, não houve tempo para respirar e Nathan Feitoza colocou o Bom Jardim de volta na disputa 12 segundos depois, em lance de cobrança de falta ensaiada.

Nos minutos finais, o PSG chegou a se aproveitar do goleiro linha para marcar do meio da quadra, mas o juiz já havia paralisado a partida. No lance, Wellington de Morais acabou expulso e a ausência de um jogador acabou custando caro ao Bom Jardim, que sofreu o quarto gol aos 38 minutos. Wesley da Penha marcou. Já no minuto final, o Bom Jardim chegou a acertar outra bola na tarde, mas não houve tempo para evitar a vitória do PSG Itupeva.

“É uma alegria. Queria agradecer a Deus pela oportunidade, Ele abriu muitas portas no futebol para mim. E foi de degrau em degrau (ser campeão), éramos desacreditados, disseram que não íamos chegar, mas viemos unidos, formamos uma família e chegamos até aqui. Agradeço também à minha família, meus filhos e minha esposa, que estão em casa me esperando e agora eu volto com esse título”, comemorou o artilheiro Renato.

Quem também destacou a superação do time foi Leonardo Rodrigues: “É uma alegria muito grande. Não acreditavam no nosso time, mas chegamos. Estou muito feliz, demais”.

Autor do último gol do campeonato e que confirmou a vitória, Wesley também estava emocionado: “É uma emoção grande, porque nosso time foi considerado ‘meia boca’, mas com nossa força e humildade conseguimos nosso objetivo”.