Civil e GCM esclarecem homicídio e prendem acusado

Por em 9 de outubro de 2018
Polícia Civil e GCM de Itupeva esclarecem homicídio e prendem acusado

Um homem de 36 anos foi preso em flagrante na última segunda-feira (1) pela Polícia Civil de Itupeva, acusado de homicídio qualificado. De acordo com o boletim de ocorrência, um desentendimento teria ocasionado a morte da vítima. A Guarda Civil Municipal auxiliou todo o trabalho policial.

Segundo o delegado Adalberto Ceolin, titular da Delegacia de Polícia Civil itupevense, o encontro do corpo ocorreu por volta das 7h. Carlos Roberto dos Santos, 58 anos, estava caído em frente à casa, no Jardim Buriti.

“Um agente de trânsito viu o homem caído, já sem vida, e acionou a Guarda Civil Municipal. Os GCMs Alício e Cassiano foram ao local indicado e confirmaram que o corpo apresentava trauma na cabeça e hematomas. Dentro do imóvel havia marcas de sangue, também”, comentou o delegado.

O Setor de Investigações daquela unidade policial foi acionado por Ceolin para identificar testemunhas que pudessem ajudar na elucidação do homicídio. De acordo com os relatos colhidos, a vítima já havia discutido algumas vezes com um homem – conhecido pelo apelido de Índio – e que na noite anterior ao crime isso teria ocorrido mais uma vez. Ambos estariam embriagados no momento da discussão e “cada um foi para um lado”, conforme relataram as testemunhas.

Com o auxílio da GCM, os investigadores conseguiram localizar o suspeito, identificado como Carlos Alberto Navarro, 36 anos, desempregado e sem residência fixa. Ao ser abordado, ele confessou espontaneamente ter assassinado a vítima utilizando um pedaço de madeira.

Depois de autuado, o acusado foi levado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista e aguardará agora a manifestação da Justiça.