Quadrilha é presa por roubo e associação criminosa

Por em 27 de agosto de 2019
Jornal de Itupeva

Policiais Militares patrulhavam as proximidades do Residencial Jundiaí, na manhã da última sexta-feira, dia 23, quando receberam um chamado via COPOM, que informava o roubo de veículos na região do bairro Fazenda Grande, em Jundiaí, proximidades com a empresa Sadia, área de atuação da área da 2ª Companhia do 11° Batalhão de Polícia Militar do Interior (11º BPM/I).

Segundo o comunicado via rádio, um Fiat Argo ano 2019 teria sido roubado por indivíduos armados, que chegaram em um Logus vermelho. Na sequência, outro chamado alertava que outro roubo havia acontecido nas imediações do primeiro crime, desta vez no bairro Tulipas, onde uma Saveiro branca, ano 2015, teria sido levada pelos bandidos.

De imediato os policiais passaram a patrulhar a região com vistas aos veículos informados.  Já no início da tarde, por volta das 13 horas, a equipe composta pelo cabo Oliveira e pelo soldado Maykon avistou o Logus vermelho, primeiro carro informado como produto de roubo, que trafegava pela Avenida Presbítero Manoel Antônio Dias Filho. Ao avistar a viatura, o condutor do carro tentou se evadir, porém, um cerco foi realizado com apoio de outras três viaturas da PM e o veículo foi encontrado quando estacionava em frente a uma residência. No interior do Logus estava apenas um indivíduo, que foi conduzido à Delegacia de Polícia onde foi reconhecido pelas vítimas do Argo e também da Saveiro como um dos participantes do roubo.

Os policiais também notaram que na residência localizada em frente onde o carro havia acabado de estacionar, haviam dois indivíduos suspeitos, sendo um deles menor de idade. Com a dupla os policiais encontraram um simulacro de pistola, motivo que fez com que os militares suspeitassem de sua participação no roubo. Levados à delegacia, os dois indivíduos também foram reconhecidos como participantes dos roubos. Diante depoimento, os acusados acabaram confessando a participação nos crimes.

Eles indicaram a localização do criminoso que teria idealizado os assaltos, local onde as equipes conseguiram localizar o chefe da quadrilha. Ele confessou ser o organizador dos crimes e também gerente de dois pontos de tráfico de drogas da região. Todos os 4 acusados foram apresentados à autoridade de plantão do 5° DP de Jundiaí, onde foram indiciados por roubo de veículos, associação criminosa e corrupção de menores, tendo permanecido à disposição da justiça. Os veículos roubados foram restituídos intactos aos seus proprietários e o simulacro de pistola ficou apreendido.

O cabo Oliveira e o soldado Maykon contaram com o apoio do Comando de Força Patrulha (1° tenente Iuri e soldados Bruno Dias e Carlos); Comando de Grupo Patrulha (Subtenente Bedani, cabo Monteiro e soldado Lage); soldados De Lima e Serafim; cabo Marcondes e soldado Bernardelli; e soldados Gabriel e Feitosa.