Escolas plantam árvores e cultivam horta

Por em 30 de agosto de 2019
Plantio de árvores e cultivo de horta é desenvolvido em escolas de Itupeva

Valorizar e preservar o meio ambiente e alimentação saudável foram temas de ações educacionais realizadas em unidades escolares de Itupeva.

Na EMEFEI Catharina Reinholz Sabó, no bairro do Moinho, estudantes do Jardim ao 5º ano desenvolveram o plantio de árvores, sob orientação da direção, professores, funcionários, empresa privada, guardas municipais, que forneceram mudas e ensinaram técnicas para o manuseio correto desta prática.

De acordo com a diretora, Janete, a iniciativa contou com a participação de 108 pessoas. “A experiência foi exitosa, pois atingimos a meta ao observarmos pequenas mudanças de hábitos dos alunos, que contribuem para a construção de um meio ambiente sustentável e preservação do mesmo”, diz.

Já na EMEFEI Jardim Vitória, no bairro Jardim Vitória, os alunos da Educação Infantil ao 5º ano colocaram em prática o Projeto Horta, idealizado pelo professor de Música, Roberto e a professora do 3º ano, Jaciara. Na ocasião, cada segmento ficou responsável por um canteiro.

Segundo as coordenadoras, Rosilene Marconato Tavares e Maria Regina Miliani, os estudantes já plantaram as seguintes hortaliças: cebolinha (2º ano) e beterraba (3º ano).

Durante essa experiência, os alunos tiveram a oportunidade de desenvolver a matemática,  com auxílio das professoras Sheila, Arli, Vera e Geilza. “Elas plantaram em colunas a cebolinha, o que de forma prática deu a ideia da multiplicação”, explicam.

A supervisora de Educação, Roberta Polli, elogiou a iniciativa das unidades escolares. “Vejo que os alunos aprendem rapidamente essas lições, por meio da interdisciplinaridade, nesta junção prática e teórica, entre sala e ambiente externo”, avalia.

O secretário de Educação, Fábio José de Andrade, afirmou que ações como essas são incentivadas na Rede Municipal. “Afinal, além de valorizar e preservar o meio ambiente e alimentação saudável, os conteúdos são trabalhados de maneira interdisciplinar, num ambiente externo, tornando o período pedagógico mais leve”, finaliza.