Homem tenta subornar GMs e acaba preso em Itupeva

Por em 28 de dezembro de 2012
Jornal de Itupeva

O desempregado David Caldeira Baptista, 26 anos, morador do Parque das Hortênsias, incrementou ainda mais sua ficha criminal após ser detido pelos GMs Silva, Moraes, Ricardo, Cerqueira e pelo chefe de equipe, Gilberto. Após a prisão, ele tentou subornar os guardas oferecendo certa quantia em drogas, no intuito de se livrar da prisão.

O fato aconteceu por volta das 7 horas da manhã desta quinta-feira (27), quando o desempregado se deu mal ao ser detido por populares, após roubar o celular de uma mulher e tentar assaltar um taxista, no intuito de fugir do local do crime.

Ao ser detido, David Caldeira, que cumpre pena por roubo e estava em liberdade condicional, recebeu voz de prisão sendo conduzido à Delegacia de Polícia de Itupeva, para o registro da ocorrência.
Na delegacia, o desempregado teve sua voz de prisão ratificada pelo delegado titular Elias Ribeiro Junior (escrivães Amilcar e Ronildo) pelo crime de roubo.

Como de praxe, o acusado foi levado ao hospital, para realização de exame de Corpo de Delito, momento em que tentou subornar os GMs oferecendo a eles R$ 5 mil em drogas, em troca da sua liberdade.

No intuito de aprender também as substâncias entorpecentes, os GMs simularam que aceitariam a negociação. O indivíduo levou os GMs até o local onde a droga estava escondida e, ao apresentar um pacote, contendo 400 porções, entre crack, cocaína e maconha, recebeu nova voz de prisão, desta vez por tráfico de entorpecentes e corrupção ativa.

De volta à Delegacia, ele foi enquadrado nos crimes de roubo, tentativa de roubo, tráfico e corrupção, perdendo também sua liberdade condicional, sendo recolhido ao Centro de Triagem de Jundiaí, onde permaneceu à disposição da Justiça.