Passageiros reclamam da Vale do Tietê

Por em 2 de dezembro de 2013
Ilustração

Moradores da cidade de Itupeva, usuários do serviço de transporte da Viação Vale do Tietê, para o trajeto Itupeva/São Paulo – São Paulo/Itupeva, ficaram revoltados com a atitude da empresa, ontem – dia 01 de dezembro, a partir das 15h, no Terminal Barra Funda. Tudo aconteceu devido, no informe de horários determinado pela empresa, constar uma saída do Terminal Barra Funda às 15h15 com destino a Itupeva.

Porém, um grande número de passageiros que chegavam ontem, por volta das 15h e pretendiam embarcar no horário das 15h15, eram informados de que só havia passagem disponível para embarque no horário das 17h. Este fato causou grande revolta nos passageiros, e o Sr. Claudinei Santos, morador da Vila Hortência – Itupeva, postou-se ao lado do guichê da empresa e usando seu telefone ligou para o (11) 4023.0888, do atendimento da Vale e fez o seu protesto.

E fez mais: cada passageiro que chegava no guichê e era informado que só tinha embarque para as 17h, ele ligava novamente no atendimento da Vale e colocava a pessoa para fazer a sua reclamação.

Assim procedeu o jornalista Reinaldo Oliveira – morador do Portal Santa Fé, Andréia de Araujo Vieira – moradora da Vila São João, Dirlei Bruno da Silva – do Nova Monte Serrat e muitos outros passageiros. Por volta das 15h10, o atendimento da Vale ligou para os funcionários do guichê e liberou um ônibus para o horário das 16h.

Este ônibus saiu do Terminal Barra Funda, às 16h02, dirigido pelo motorista Sérgio Firmino, com 37 passageiros e, na Marginal Tietê embarcaram mais dois adultos e uma criança. O jornalista Reinaldo Oliveira informou que, por motivos de trabalho, todos os fins de semana utiliza este horário – das 15h15, e já outras vezes foi informado de só há passagem disponível para as 17h.

Ele questiona: se os funcionários do guichê, todos os fins de semana sabem deste contingente de passageiros entre 15h e 17h já informaram a direção da empresa? A empresa Vale do Tietê não tem uma pesquisa, dados, informações sobre o fluxo de passageiros neste e em outros horários dos fins de semana? Enfim. É necessário que o usuário faça valer o seu direito e, diante de tal atitude, manifeste sua indignação e lute por seus direitos.

 Reinaldo Oliveira