Polícia tem suspeito da morte de grávida encontrada em mala

Por em 5 de dezembro de 2013
Valdinéia Conceição Prechesniuk

A polícia civil de Itupeva informou que já tem um suspeito pela morte de uma mulher que estava grávida de um casal de gêmeos. O corpo da vítima foi encontrado em novembro, dentro de uma mala.

Segundo a polícia, as investigações apontam para uma pessoa, que não teve o nome divulgado para não atrapalhar o caso. Valdinéia Conceição Prechesniuk, de 21 anos, foi encontrada morta e desovada dentro de uma mala, às margens da Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva. Ainda segundo levantamentos da polícia, Valdinéia chegou a contar para vizinhos que havia trabalhado em uma boate, em Campinas, às vésperas de ser encontrada morta.

“Não posso revelar detalhes do suspeito e nem o nome para não prejudicar as investigações. Mas, apesar de ela conviver com muitas pessoas por conta do trabalho como garota de programa, já conseguimos pistas do suspeito”, disse o delegado titular de Itupeva, Elias Evangelista Junior.

Valdinéia foi encontrada nua, com pescoço quebrado e marcas de tiros pelo corpo. A causa da morte, no entanto, não foi divulgada até agora. A polícia acredita que ela estava morta há pelos menos 2 dias quando o corpo foi localizado.

“Ela estava aqui em Campinas há pelo menos um ano e meio. Na boate em que ela estava trabalhando e morando ocorreu uma desavença com a dona, que disse que ela estaria bebendo, usando drogas e apareceu grávida. Depois ela continuou trabalhando de dia em pontos na rua”, diz o delegado.

Valdinéia ainda morou em outros dois lugares. “Os vizinhos não tinham muitas informações sobre ela. Eles disseram que ela era muito reservada”, explica.

Mesmo com a pista sobre um suspeito, o delegado pretende transferir o caso para a Delegacia de Investigações Gerais, em Jundiaí (SP). “Apesar dos avanços, nossa equipe não tem condições de efetivo para seguir nas investigações”.