Pedreiro é agredido por ‘mijão’ na virada do ano

Por em 2 de janeiro de 2014
Jornal de Itupeva

Duas ocorrências de agressões abriram o livro de registros de ocorrências de 2014, na Delegacia de Polícia Civil de Itupeva.

Na primeira ocorrência registrada no ano, o operador de empilhadeira, J.H.F, 23 anos, informou ao escrivão Sandro que foi até a casa de sua ex-companheira para retirar seus pertences e documentos pessoais, após anunciar a separação. Durante a retirada dos objetos pessoais, começou uma discussão.

Segundo informações contidas em boletim de ocorrência, a mulher, que tem 22 anos e um filho de sete meses de idade, passou a agredir o ex-marido com socos e unhadas, além de ter atirado um vaso de flor, que atingiu na região cervical da vítima.

Socorrido ao PS de Itupeva, o ex-marido foi atendido no Pronto Socorro de Itupeva, onde recebeu histórico clinico devido aos hematomas aparentes. Em seguida, compareceu à Delegacia de Itupeva, onde foi registrado o primeiro boletim de ocorrência do ano, com natureza de ‘Lesão Corporal’. A vítima foi orientada quanto ao prazo para representar criminalmente a autora da agressão.

Pedreiro é agredido por mijão na virada do ano

O segundo registro de agressão registrado no primeiro dia do ano, na delegacia de Polícia de Itupeva, também teve lesão corporal como natureza. O Fato ocorreu faltando cerca de 20 minutos para a virada do ano, no dia 31 de dezembro, porém, foi registrada somente na tarde do dia 1º de janeiro, quando o pedreiro, A.G.S, 29 anos, compareceu à delegacia de Polícia de Itupeva.

Segundo declarações da vítima ao escrivão Sandro, eram cerca de 23h40 do último dia do ano, quando um indivíduo, de prenome Eder, passou a urinar em via pública, não se importando com a presença de mulheres no local.

Constrangido com tal situação, outro rapaz que acompanhava a vítima (testemunha) solicitou que as mulheres entrassem às suas residências. O autor porcalhão, ao terminar de urinar na rua, entrou em um Chevette com listras brancas e, quando deixava o local, por pouco não atropela um pedestre. Poucos minutos depois, o ‘mijão’ retornou ao local e foi tirar satisfação com o pedreiro, que foi atingido com um soco.

A confusão foi apartada por populares e mais uma vez o ‘mijão’ deixou o local.

Após passar por exame médico, a vítima registrou a ocorrência, sendo orientada quanto ao prazo para registrar criminalmente contra o autor da agressão.