Condomínio de luxo de Itupeva registra 9 furtos em 40 dias

Por em 15 de janeiro de 2014
Jornal de Itupeva

Os moradores do condomínio Colinas Inhandjara, localizado há cerca de 7 quilômetros do Centro de Itupeva, estão indignados com a crescente onda de furtos no local. Em apenas alguns dias já foram nove residências invadidas e furtadas por ladrões, fato que causa a indignação e revolta dos moradores.

O administrador de empresas, E. C. J., 54 anos, morador de São Paulo, é uma das vítimas. Em pouco mais de um mês, ele teve sua casa de veraneio furtada por três vezes. O último furto aconteceu ontem, terça-feira, dia 14, quando ladrões levaram roupas e equipamentos eletrônicos, entre eles dois televisores, sendo um de 47 polegadas. A mesma residência também foi invadida por bandidos nos dias 4 e 14 de dezembro e em todos os furtos o proprietário procurou a polícia e elaborou Boletim de Ocorrência.

“Não sei mais o que fazer porque a situação está ficando insuportável. Compramos essa residência há dois anos, exatamente por sabermos que Itupeva seria uma cidade ótima para se morar. Mas se essa situação não mudar e as autoridades não fizerem alguma coisa para acabar com essa onda de crime, quem vai mudar somos nós, pois estamos assustados”, disse Evaldo por telefone ao Jornal de Itupeva.

O administrador contou, também, que relatou todos os furtos à polícia e que ainda hoje iria procurar, mais uma vez, a Delegacia de Itupeva. “Esse vai ser meu terceiro Boletim de Ocorrências elaborado em cerca de quarenta dias. Quero pedir às autoridades que façam o possível para identificar e prender essa quadrilha, porque não dá mais para suportar”.

Ainda segundo E., os bandidos conseguem driblar a segurança do condomínio Inhandjara, que tem área extensa e propícia para invasão.

“Eles pulam a cerca e desaparecem levando tudo que encontram pela frente, inclusive televisores gigantes. E não sei como ninguém consegue notar a fuga dos marginais. O que deixa uma tristeza ainda maior não é o furto, é a maldade, o que eles querem é destruir os sonhos, já que os objetos não levados eles destroem. Esparramam alimentos pelo chão, abrem garrafas de vinho e derramam sobre o sofá. É muita maldade demonstrada, uma total falta de cidadania”, afirma, indignado uma das vítimas.

“Nosso sonho de morar em uma cidade mais tranquila acabou! A criminalidade em Itupeva é maior que em SP, pois aqui na capital nunca tivemos nossa casa violada, saqueada”, finaliza.

Na manhã de ontem, quarta-feira, dia 15, enquanto essa matéria era elaborada, outra residência havia sido saqueada.