Prefeito conquista videomonitoramento para Itupeva

Por em 3 de julho de 2014
Jornal de Itupeva

Uma grande conquista do prefeito de Itupeva, Ricardo Bocalon, como Presidente da Aglomeração Urbana de Jundiaí, foi oficializada nessa quinta-feira, 3, com o anúncio da implantação do plano de videomonitoramento para Itupeva, bem como para todas as outras cidades que compõe o Aglomerado e região, que receberão investimento de cerca de R$ 1 milhão. O anúncio aconteceu às 15 horas, no Palácio dos Bandeirantes, na Capital, quando o governador Geraldo Alckmin assinou o protocolo de intenção com o Aglomerado. O próximo passo será a abertura de licitação para aquisição e implantação dos equipamentos.

O Governador Alckmin enfatizou que a instalação das câmeras é um mecanismo importante para a prevenção de crimes. “A redução dos índices de criminalidade nas vias públicas com áreas monitoradas gira em torno de 60%. Essa é uma importante ferramenta para prevenir e solucionar crimes. O trabalho é realizado em parceria com os municípios na prevenção e combate à violência. O Estado investe na tecnologia para que o município realize o monitoramento das câmeras. O trabalho é integrado junto às polícias e, sem dúvida, um mecanismo importante para as ações da segurança pública”.

O projeto foi amplamente debatido nas reuniões do AUJ, quando foi dada ênfase na necessidade dos equipamentos, considerados importantes para o controle das entradas e saídas do município.

Segundo o prefeito Bocalon, com o sistema de videomonitoramento, inicia-se uma nova caminhada contra a criminalidade. “As câmeras serão instaladas em locais estratégicos da cidade onde o índice de delitos é maior. O equipamento também irá auxiliar a minimizar o impacto da criminalidade. Estamos fazendo um trabalho importante até agora, mas precisamos avançar mais. Vamos continuar trabalhando intensamente para garantir mais segurança e dignidade para as famílias de Itupeva e região”, pontuou Bocalon.

2.629 câmeras

Além de Itupeva e região (sete cidades), o projeto do Sistema Metropolitano de Videomonitoramento vai beneficiar outras 55 cidades das regiões do Vale do Paraíba e Litoral Norte (39 cidades) e Baixada Santista (nove cidades), que prevê um total de 2.629 câmeras integradas.

O sistema é gerenciado pelo programa Detecta, tecnologia desenvolvida pela Microsoft e que já é utilizado com sucesso pela polícia de Nova Iorque há 7 anos.

Além disso, o Governador Alckmin também encaminhou para a Assembleia Legislativa o projeto de lei que cria o boletim de ocorrência unificado, com o objetivo de agilizar o registro dos casos e o trabalho das polícias Civil, Militar e Científica.

Câmeras de segurança ajudam em investigações

Atualmente, as câmeras de segurança são importantes para a polícia. As imagens são fundamentais, principalmente em casos que podem auxiliar e esclarecer crimes.

Para o prefeito, Ricardo Bocalon, as câmeras inibem ação criminosa. “Para a nossa Guarda Municipal, quanto mais câmera, melhor. Elas ajudam muito a controlar, de forma estratégica, as entradas e saídas do município, motivo importante para inibir a criminalidade”, finalizou.

O acordo que prevê a implantação da nova etapa do programa Detecta foi assinado nesta quarta-feira (16) em evento realizado no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista na Zona Sul da capital.

O sistema desenvolvido pela Microsoft deve estar funcionando completamente até janeiro de 2015. Foram investidos R$ 9,7 milhões na compra da tecnologia, que é utilizado pela polícia de Nova York há sete anos. Os 10 mil alertas de crimes padrões que foram desenvolvidos nos Estados Unidos serão adaptados para as necessidades locais.

As centrais de videomonitoramento serão integradas dentro dos Copoms (Centros de Operações da Polícia Militar) regionais, que serão modernizados e adaptados para receber essas imagens, além de ser um espaço com assento para outras agências, como guardas municipais e Polícia Federal, além das polícias Civil e Científica.