Vacinação contra gripe é prorrogada até dia 14

Por em 3 de julho de 2014
Jornal de Itupeva

A Campanha de Vacinação contra a Gripe foi prorrogada pela Divisão de Imunização do Estado de São Paulo e segue até o dia 14 de julho, sendo realizada em Itupeva em todas as Unidades Básicas de Saúde e no Ambulatório de Saúde da Mulher, das 8h às 16h; e no CSIII, das 8h às 18h.

Pessoas pertencentes ao grupo prioritário (crianças menores de 5 anos, gestantes, puérperas, idosos, profissionais de saúde e pessoas com morbidade) que ainda não se vacinaram, devem se dirigir urgentemente a uma Unidade Básica de Saúde para se vacinar.

O secretário de saúde, Dr. Ricardo Vicente da Silva, reforça a importância da vacinação e alerta às pessoas pertencentes a algum dos grupos que procurem a UBS mais próxima para se vacinarem: “A vacina é a principal arma para evitar complicações em casos de gripe. Ela é segura e evita que a gripe possa se agravar ou, até mesmo, em casos mais graves, levar a óbito. Quem não se vacinou deve estar atento para não perder o prazo”, ressalta. O secretário reforça também a necessidade dos grupos que ainda não atingiram a meta procurarem uma UBS: “Alguns grupos, como gestantes e crianças, estão ainda abaixo da meta de 80% requerida pelo Ministério de Saúde e é imprescindível que as pessoas desses grupos procurem uma UBS urgentemente”, finaliza.

Segundo a Divisão de Imunização, Foram vacinadas cerca de 9,2 milhões de pessoas e a meta de 80% de cobertura vacinal para os grupos prioritários foi atingida, mas alguns grupos, como crianças e gestantes, ainda se encontram abaixo, por isso a decisão pela prorrogação do prazo. Além disso, ainda segundo a Divisão, se em 2013 foram vacinadas cerca de 2,4 milhões de pessoas com doenças crônicas, esse ano, até o momento, cerca de 1,7 milhões de pessoas desse grupo receberam a vacina.

Até o dia 30 de junho, do grupo prioritário, haviam sido vacinadas em Itupeva 6.830 pessoas, de 8.416 previstos, o equivalente a 81,15%; sendo 2.677 de 3.408 crianças menores de 5 anos (78,55%); 433 de 627 gestantes (69,05%); 120 de 103 puérperas (116,50%), 3.077 de 3.716 idosos (82,80%); 523 de 562 profissionais de saúde (93,06%). A Vigilância ainda vacinou 1.635 de 2.758 pessoas com morbidade (59,28%).

Professores da educação infantil e fundamental, incluindo os outros funcionários da educação desses estabelecimentos, tanto funcionários públicos e privados; policiais militares e civis, incluindo os bombeiros e a guarda municipal; carteiros e cuidadores de pessoas acamadas também podem se vacinar, basta se dirigir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) portando um documento que comprove a categoria profissional ou o vínculo empregatício citado nos novos grupos contemplados.