Mutirão de orientação segue no combate à dengue

Por em 26 de março de 2015
Jornal de Itupeva

Dando sequência aos trabalhos de combate à Dengue, o Governo Popular de Itupeva deu início nesta quarta-feira (25) ao mutirão de combate a doença. Para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti (transmissor da Dengue) a Secretária Municipal de Saúde organizou uma verdadeira “operação de guerra” em todo o município. Os trabalhos, que contam com o auxílio das equipes formadas por agentes de saúde, equipe de vetores e voluntários, tiveram foco na orientação e na conscientização. “As visitas são feitas casa a casa e as equipes, devidamente preparadas, fazem o trabalho de orientação, conscientização e prevenção, por meio de materiais explicativos sobre a doença, além de dicas de como evitar a proliferação do mosquito. Itupeva vive uma situação controlada, porém, devido ao surto registrado em municípios próximos, temos que tomar o máximo de cuidado. Para manter o controle da situação é fundamental contar com o apoio dos moradores”, disse o prefeito de Itupeva e presidente do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ).

“Todos (voluntários) são preparados para o atendimento a população e estão aptos a esclarecer qualquer dúvida sobre a Dengue. Vamos agir com força e rigor, como fazemos ao longo do ano, pois a doença se não tratada corretamente pode levar a morte. A melhor forma de combate é a prevenção, portanto, continuaremos as visitas nas residências e fazer nossa parte. Contamos também com a colaboração e conscientização da população”, comentou o secretário de Saúde, Marco Ferrari.

As equipes visitaram a Avenida Brasil, Morada do Sol, Jardim Primavera, Rua Santo Antônio, Jardim Pérola, Jardim Brasil, Jardim Tuiuti e Jardim Europa. “Temos agentes em todos os bairros. Eles (agentes) serão responsáveis por trabalhar no bairro em que residem”, completou Ferrari.

“Nosso trabalho é árduo, difícil. Fazemos visitas com frequência e mesmo assim a conscientização é o maior desafio. Por mais esclarecimentos, informações que passamos, ainda há pessoas que se negam a colaborar. Contudo, o nosso trabalho é persistir e gostamos muito de fazê-lo”, comentou Denise Cardoso, agente de Saúde.

“Estamos bem orientados, pois o trabalho feito pelas equipes da Saúde é muito bom e acontece com frequência. É preciso cada um fazer sua parte ou o trabalho dos agentes será em vão. É preciso também ficar atento aos terrenos baldios”, ressaltou Maria Aparecida, do Jardim Primavera.

“Estou consciente do problema que afeta todo o Estado. Acima de tudo, tenho responsabilidade com minha família, não quero vê-los doentes. Tomo os devidos cuidados, não espero a ação dos agentes. Eu amo Itupeva e faço minha parte”, afirmou Luiz Antônio de Oliveira.

“Mais importante que o trabalho das equipes de Saúde, é a conscientização da população. Precisamos cuidar principalmente da saúde das nossas crianças. Há muitos lugares onde não existe cultura de prevenção. Atualmente a Saúde faz o papel de informar o que é muito bom”, ponderou Nair Oliveira, da Nova Tuiuti.

“Fazer o trabalho de prevenção é importante, portanto, é preciso levar a sério. Me considero um soldado contra a dengue, faço tudo que for necessário para evitar a proliferação da doença. O trabalho desenvolvido pelos agentes é muito bom, pois auxilia na tarefa de conscientizar as pessoas”, elogiou Gilberto Saad, do Jardim Nova Tuiuti.

Bairros da cidade recebem fumacê

A Prefeitura intensifica os trabalhos de prevenção e combate a Dengue. Uma das principais medidas de combate, o Fumacê, está percorrendo os bairros de toda a cidade.

“A região passa por um momento delicado, com vários casos da doença já confirmados. Felizmente, nossa cidade apresenta um quadro saudável se comparado a outros municípios da macro região. A situação confortável – mas de atenção – que passamos se deve ao trabalho contínuo de prevenção e combate ao Aedes”, afirmou o prefeito de Itupeva e presidente do Aglomerado Urbano de Jundiaí (AUJ) Ricardo Bocalon.

De acordo com o secretário municipal da Pasta, Dr. Marco Ferrari, o fumacê segue conforme a necessidade de cada bairro. “Toda cidade receberá (o fumacê) em forma de rodízio ou em função da densidade larvária. O trabalho é realizado desde janeiro de forma ininterrupta e seguirá por todo o ano. O intuito é manter a situação de Itupeva controlada, para tanto, precisamos da colaboração da população”.

O fumacê é realizado às 2º, 4º e 6º e é aplicado sempre à madrugada, entre 2h e 5h.

Para evitar a proliferação do mosquito vetor, é necessário, portanto: 

- retirar os pratos dos vasos de plantas ou enchê-los até a borda com areia;

- eliminar todos os materiais que não têm serventia do pátio;

- colocar telas milimétricas (malha de 1mm entre nós) nos ralos;

- fazer limpeza semanal das calhas;

- manter bem vedados recipientes com armazenamento de água para consumo;

- na ocorrência de chuvas, intensificar cuidados para evitar o acúmulo de água em recipientes;

- evitar qualquer tipo de entulhos que possam acumular água.

Os trabalhos de conscientização e prevenção da doença devem acontecer por todo ano. O número 156 está disponível para eventuais denúncias sobre focos do mosquito.