Encontrado Fuzil usado para matar sargento em Itupeva

Por em 18 de julho de 2015
O fuzil e a metralhadora foram apreendidos e serão periciados

A polícia vai investigar se um Fuzil AR15, calibre 5,56 milímetros, foi a arma utilizada para matar o sargento Jorge Melo Fernandes, durante confronto com criminosos, após assalto a caixa eletrônico em Itupeva, no mês de novembro de 2013.

O fuzil foi apreendido pela equipe de Operações do 11º BPM/I, no bairro do Vilarejo, em Cabreúva. De alto poder de fogo, o armamento chamou a atenção dos policiais, bem como dos investigadores da Delegacia de Investigações Gerais – DIG – de Jundiaí.

A equipe de operações, composta pelo sargento Delgemo, cabos Romualdo e I. Marques, realizava patrulhamento pelo Vilarejo, região do bairro do Jacaré, em Cabreúva, quando recebeu denúncia que informava que um individuo, morador da rua Abissiniá, ocultava em sua casa duas armas de grosso calibre.

Os policiais se deslocaram ao local e detiveram um acusado, Vinícius C. A.. No interior de sua residência, os policiais localizaram o Fuzil 5,56 e uma metralhadora 9mm, de uso exclusivo das Forças Armadas e das polícias. Também foram encontradas munições.

O acusado recebeu voz de prisão por posse ilegal de armas de fogo e afirmou que, há cerca de dois anos, comprou as armas por R$ 4 mil reais, em Cuiabá.

Os policiais desconfiaram da versão dada pelo acusado e acreditam que as armas podem ter sido usadas em vários crimes, sendo que o fuzil é do mesmo modelo que tirou a vida do sargento Jorge.

Vinicius foi levado para a DIG (Delegacia de Investigações Gerais de Jundiaí) onde teve sua prisão ratificada pela autoridade policial, sendo recolhido ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

A polícia acredita e vai investigar se Vinícius está envolvido em crimes ocorridos na região, que tiveram o emprego de armas ‘pesadas’, com furtos e roubos a caixas eletrônicos.