Correspondentes são alvos de bandidos e querem parar

Por em 23 de outubro de 2015
Jornal de Itupeva

Estamos correndo risco de morte e não vale a pena colocar nossa vida em risco pelo que recebemos.

Diante a greve bancária e também o fechamento da única agência lotérica da região Central de Itupeva, alguns comerciantes se mobilizaram para ajudar a população a pagar suas contas, aceitando o convite da Caixa Econômica Federal para atuarem como ‘correspondentes bancários’. O problema é que essa atividade vem atraindo a atenção de bandidos, que veem nessa atividade uma oportunidade considerada por eles como ‘fácil de levantar um dinheiro’.

Foi o que aconteceu na última semana, com um comerciante da área central de Itupeva. Ele implantou uma máquina de pagamento de contas e foi alvo de criminosos armados, que levaram uma quantia considerável de seu estabelecimento.

Na ocasião, toda ação criminosa foi filmada por câmeras de monitoramento do estabelecimento invadido. Um criminoso armado de pistola entrou no local e, armado de pistola, anunciou o roubo. No momento do crime, o estabelecimento comercial estava lotado de clientes.

O individuo subtraiu todo o dinheiro proveniente do pagamento de contas da CPFL, serviços bancários e também dos clientes e do caixa da loja. Após roubar o dinheiro, o criminoso fugiu e segundo testemunhas entrou em um veículo VW Golf, de cor prata, onde outros comparsas o aguardavam. O carro deixou o local em alta velocidade, tomando destino ignorado, restando prejuízos ao comerciante. A polícia foi acionada, porém, não localizou o criminoso.

Medo

Com isso, alguns comerciantes que atuam como correspondente da Caixa já demonstram interesse em parar de receber as contas, com medo da ação violenta de criminosos.

‘Estamos correndo risco de morte e não vale a pena colocar nossa vida em risco pelo que recebemos”, disse um dos comerciantes que atua como  correspondente.

Segundo informações recentes do superintendente regional da CAIXA Econômica de Jundiaí, Henrique Carlos Parra Parra, a nova lotérica só seria instalada após o dia 22 de outubro, quando seria divulgado o primeiro Edital de concorrência. O prefeito de Itupeva, Ricardo Bocalon, chegou a se reunir com o superintendente e pediu mais agilidade no processo, quando ficou prometida a divulgação do edital para a data citada, porém, essa data já passou e até o momento a Caixa não informou a real situação do posto lotérico de Itupeva. Pelo visto, a população continuará ‘na mão’ por mais um tempo.