Abertura da Temporada de Montanhismo 2016

Por em 8 de maio de 2016
Jornal de Itupeva

A ATM, como é tradicionalmente conhecida, é considerada um dos mais tradicionais eventos de abertura de temporada de montanhismo do Brasil. Com workshops, mostra de filmes e palestras, a ATM é totalmente gratuita e oferece informações e trocas de experiências sobre escaladas e montanhas, comemorando o início do calendário de escaladas no ano de 2016.

Neste sábado, dia 7 de maio, aconteceu em São Paulo a Abertura da Temporada de Montanhismo 2016. Tradicionalmente chamado de ATM, o evento é promovido anualmente pela FEMESP – Federação de Montanhismo e Escalada de São Paulo, entidade filiada à CBME – Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada; pelo CAP – Clube Alpino Paulista – que é um dos mais tradicionais clubes de montanhismo do Brasil e pelo GPM – Grupo Paulista de Montanhismo. O objetivo da ATM é celebrar a cultura do montanhismo e estimular a formação de público de atividades ao ar livre, além de promover o encontro de montanhistas e simpatizantes.

A festividade aconteceu das 8 às 17 horas, no Parque Estadual Jaraguá, Zona Norte da cidade de São Paulo, e contou com a presença de centenas de pessoas, entre montanhistas, escoteiros, adeptos a diversas práticas de esportes, entre elas trilhas escaladas, e também pessoas que nunca tiveram nenhum tipo de contato com esportes outdoor (ao ar livre). Todas as atividades desenvolvidas foram gratuitas, ministradas e acompanhadas de perto por profissionais qualificados nas mais diversas áreas.

Diante a grande procura, algumas atividades tiveram que ser reservadas antecipadamente, como foi o caso da oficina de ‘escalada’, ideal para as pessoas que sempre tiveram curiosidade e vontade de experimentar a escalada em montanhas rochosas.

Durante o período da manhã, o visitante pode participar de diversas atividades, entre elas oficinas de escalada, navegação e orientação, acampamento e bivaque, alimentação na montanha, trilhas e equipamentos, nós e amarras, slackline e falsa baiana.

Palestras
Já no período da tarde, várias palestras atraíram a atenção do público com temas oportunos para o evento.

Entre os palestrantes estavam Agnaldo Gomes, montanhista com 25 anos de experiência, que apresentou ao público a palestra “Próximos e Possíveis”, que foi muito útil às pessoas que estão iniciando na prática do montanhismo e caminhadas, já que foram apresentados os locais mais próximos e adequados para o início da atividade esportiva; também palestrou um dos ícones do montanhismo no Brasil, Flávio Kitahara, que apresentou a “História do Montanhismo em São Paulo e no Brasil”; por fim, palestrou Silverio Nery, montanhista que se aprofundou no assunto com a dinâmica “Conceitos e Práticas”.

Os montanhistas palestrantes foram aplaudidos pelo público, que considerou o evento como um importante compartilhamento de conhecimentos, histórias e experiências. Após as palestras, foi apresentado o filme “Geração Lendária”, de Seblen Mantovani e Amanda D’Ecanio.

Segundo Sean Maluf, um dos coordenadores do evento, cada vez mais a ATM é reconhecida em nível nacional, com méritos atribuídos ao destacado trabalho desenvolvido pela FEMESP, pelo CAP e pelo GPM.

“A prática do montanhismo ficou mais uma vez evidenciada nesta ATM, que contou com a participação de um grande público durante todo o dia, sendo um grande sucesso. O esporte vai crescendo e a gente tem que crescer junto, para mostrar aos novos adeptos do esporte que os montanhistas são conscientes. A ATM é um reflexo disso.”, frisou Sean.

O montanhista de Itupeva, Luiz Carlos Izzo, que recentemente chegou sozinho ao cume do Monte Aconcágua, a montanha mais alta das Américas, participou da ATM e parabenizou os organizadores. Ele foi convidado pela FEMESP a fazer parte da Federação e participar de cursos e escaladas promovidos pela Federação.

“Fiz questão de chegar cedo na ATM para conseguir participar das oficinas e palestras oferecidas. Estabeleci amizades e aprendi bastante. Já conheço praticamente todas as montanhas mais altas do Brasil e além de compartilhar o que aprendi na prática, quero ampliar meu conhecimento com orientações e vivências de montanhistas mais experientes”, disse Luiz Carlos Izzo.

Para o guia de trilhas e caminhadas, Adilson Teixeira de Souza, a ATM é um evento que faz questão de participar todos os anos.

“Aqui a gente aprende muita coisa e mantém contato com profissionais que compartilham suas experiências e também repassam informações importantes sobre as condições das trilhas e montanhas do Estado de São Paulo”, disse.

Durante todo o evento, que é considerado um dos mais tradicionais eventos de abertura de temporada de montanhismo do Brasil, vários brindes foram sorteados aos participantes. Todos receberam certificados de participação da ATM 2016.

Temporada

A definição de temporada de escaladas é o período de temperaturas mais baixas e poucas chances de chuvas, com condições atmosféricas que favorecem a realização de escaladas mais longas, trilhas mais difíceis e ascensões de montanhas mais altas com menos riscos para os participantes e maior chance de sucesso nas expedições.

Por conta das demandas verificadas em anos anteriores, a FEMESP abriu espaço especial em sua programação no ATM, oferecendo a escoteiros com idade entre 15 e 18 anos informações de melhor qualidade com um conteúdo focado no desenvolvimento de suas especialidades.

O ATM contou com o apoio e colaboração do Parque Estadual Jaraguá e das empresas: Curtlo; Bananinha Paraibuna; Alpen Pass; Conquista e Osprey.