MC Bin Laden tem visto americano negado

Por em 21 de julho de 2016
MC Bin Laden tem visto negado e é obrigado a cancelar show nos EUA

Nem tranquilo, nem favorável: nesta quarta (20), o funkeiro MC Bin Laden foi barrado pelo consulado americano no Brasil. Por causa disso, sua apresentação em um festival no MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova York) teve que ser cancelada.

Horas depois, o próprio Bin Laden gravou um vídeo para explicar o incidente aos fãs. A piada-pronta contida no título parece explicar o motivo do veto, mas, segundo o cantor, o problema não estava em seu nome artístico.

“Fui dois dias no Consulado Americano aqui no Brasil. No primeiro dia, eles pediram para voltar no outro dia. No segundo dia, eles deram o visto. Tava tudo OK, tava tudo certo. Só faltava um exame, que eu faria agora de manhã. Só que eles não acordaram (sic) com o exame. É o único lugar que o exame é entregue pronto, foi de última hora”, esclareceu. “Eu tô pensando nessa viagem desde a época que Bob Esponja nasceu”, lamentou.

Esta não é a primeira vez que Bin Laden é escalado para cantar fora do país. Só neste mês, o funkeiro fez shows em Lisboa, Bélgica e Suíça.

O empresário do cantor afirmou que o órgão solicitou um exame toxicológico para aprovar o visto, mas e a equipe do cantor não conseguiu entregar o documento a tempo.

Referência ao terrorista inimigo número 1 dos EUA

Osama Bin Laden  foi um terrorista saudita e chegou a ser considerado o maior inimigo do governo dos Estados Unidos, o criminoso mais procurado do mundo, desde 1999, segundo uma lista do FBI, a polícia federal norte-americana. Era acusado de participar de diversos atentados, que mataram milhares de pessoas em todo o mundo. O principal crime cometido por Bin Laden foi o atentado às Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova York, quando matou mais de 3 mil pessoas.