Ezequiel pede revisão no projeto que aumenta salário em 100%

Por em 16 de dezembro de 2016
Ezequiel pediu a revisão do projeto que aumenta os salários dos vereadores em 100%

Itupeva precisa da manifestação e apoio da população, já que por motivos escusos estas notícias não chegam à grande mídia, e alguns vereadores, mesmo sabendo da atual crise financeira por qual passa o município, acham que com o ‘poder da caneta’ podem fazer tudo que querem.

O vereador Ezequiel Alves de Oliveira pediu ao atual presidente a revisão da propositura. Após a divulgação da reportagem sobre o estratosférico aumento de salários, proposto e aprovado pelo então presidente da Câmara, vereador Edicarlos Candiani Luna, diante Projeto de Resolução nº 165, apresentado em Sessão Extraordinária no dia 20 de dezembro de 2013, o vereador Ezequiel faz nova manifestação contrária a este ‘inconcebível’ aumento.

A notícia só chegou à público agora, porque a aprovação aconteceu em reunião Extraordinária e o projeto de resolução está oculto do site da Câmara, contrariando o que diz a  Lei Federal nº 12527 de 18/11/2011.

Segundo o vereador Ezequiel, na época de sua aprovação ‘havia perspectiva de crescimento financeiro comparado com os anos anteriores e os subsídios dos vereadores ficaram congelados de janeiro de 2009 até maio de 2014, e a partir dai nos aumentos foram aplicados os mesmos índices de correção do funcionalismo público, e sempre no mês de Maio.

Porém, a partir de 2014 as receitas dos municípios começaram a cair e ainda em 2015 o vereador Ezequiel conversou com o atual Presidente, Vereador Salvador Philomeno Polli, pedindo que fosse revogado esse projeto e que colocasse novamente em apreciação uma nova proposta, que viesse amenizar o impacto do aumento dos subsídios sobre as receitas municipais.

Em entrevista ao Jornal de Itupeva, o vereador Ezequiel afirma que este ano (2016) por diversas vezes conversou com o presidente, pedindo que a proposta fosse revista, o que não aconteceu.

Nesta quinta-feira, dia 15, após a divulgação da reportagem pelo Jornal de Itupeva, o vereador Ezequiel protocolou no gabinete do presidente o ofício nº GVE 118/2016, novamente solicitando encaminhamento da proposta. Ainda no ofício, informou ao presidente que esse projeto não consta da página da transparência da Câmara Municipal de Itupeva, contrariando o que pede a Lei Federal nº 12527 de 18/11/2011. O valor do subsídio para o vereador hoje é de R$ 4.648,18 e caso a revisão não aconteça, os subsídios passarão a ser de quase R$ 9 mil, ou seja, um aumento estratosférico de 100%.