Justiça confirma Marcão Marchi prefeito eleito

Por em 19 de dezembro de 2016
Justiça confirma Marcão Marchi prefeito eleito

Marco Antonio Marchi venceu hoje, na Justiça Eleitoral, o processo que vinha sendo lhe imputado, referente ao pagamento de verba de representação, quando ocupou o cargo de presidente da Câmara Municipal de Itupeva, no mandato exercido entre 2004 e 2008.

O Ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral conduziu a sessão de votação, realizada por volta das 16h00, quando o processo de Marco Antonio Marchi entrou para votação, sendo o resultado favorável de 4 a 3, o que lhe deixa apto a assumir o cargo de prefeito de Itupeva, no dia 1º de janeiro.

Marcão Marchi havia sido sitado na Lei Complementar nº. 135 de 2010, também conhecida como “Lei da Ficha Limpa”, que é uma lei brasileira que foi emendada à Lei das Condições de Inelegibilidade ou Lei Complementar nº. 64 de 1990 originada de um projeto de lei de iniciativa popular idealizado pelo juiz Márlon Reis entre outros juristas que reuniu cerca de 1,6 milhão de assinaturas com o objetivo de aumentar a idoneidade dos candidatos.

O resultado do julgamento de hoje foi 4 a 3 e liberou Marco Antonio Marchi para ser o novo prefeito de Itupeva, com posse confirmada para o dia 1º de janeiro de 2017.

Entenda o caso

Logo que entrou para a política como vereador, Marcão Marchi encontrou um cenário já poluído pela política brasileira. As Câmaras Municipais de todo o país tinham uma metodologia padrão e blindada, principalmente na questão do pagamento de subsídios dos presidentes de câmaras, que na ocasião percebiam, além do salário, de uma verba conhecida como ‘representação’.

Em Itupeva, todos os presidentes de Câmaras que exerceram mandato antes de Marcão Marchi receberam a mesma verba de representação, o que compreendia dois salários.

À frente da Câmara de Itupeva, Marcão foi contra esse pagamento e aprovou a lei que acabou com a verba de representação.

Porém, em 2008, o Douto e Soberano Ministério Público entendeu que, todos os presidentes de Câmaras Municipais do país, que receberam a ‘tal’ verba de representação teriam que devolver os referidos valores aos cofres públicos e como pena ficariam inelegíveis por 8 anos.

E tal irregularidade, praticada em décadas por vários presidentes de Câmaras de Itupeva e também em todo o país, se tornaria a pedra no sapato do destemido e recém-eleito vereador que a combateu e a erradicou.

Mas a justiça foi feita hoje, dia 19 de dezembro, quando o Tribunal Superior Eleitoral entendeu que Marco Antonio Marchi não praticou crime de responsabilidade, liberando-o para a diplomação e também para a posse, no dia 1º de janeiro de 2017.

Aves de Rapina

Para os politiqueiros de plantão, o que importava era se aproveitar da situação para ‘taxar’ Marcão Marchi como um criminoso, como alguém que tivesse ‘metido a mão nos cofres públicos’. Sabiam da verdade, mas queriam fazer a população acreditar na mentira para esta ser usada em favorecimento próprio.

Claro, o xis da questão era fazer o maior número de pessoas possíveis acreditarem que Marcão Marchi havia ‘feito alguma coisa errada’.

Para isso foram usadas como ferramentas a fragilidade e a falta de informação da massa e com isso foram beneficiados com a mentira.

Foram anos de apedrejamento, movimento obscuro nos bastidores políticos, pilhas e mais pilhas de folhetos clandestinos espalhados na calada da noite pela cidade, um time de fakes (perfis falsos) escalado no Facebook exclusivamente para atacar Marcão Marchi. De fato, conseguiram êxito no objetivo principal, que era ‘minar’ Marcão Marchi no período eleitoral. Porém, a situação da oposição era tão crítica no município, que mesmo diante os constantes ataques Marcão Marchi venceu as eleições. A Corte Maior do país, o Supremo Tribunal Federal, deu sinal verde para Marco Antonio Marchi, que agora deverá assumir a prefeitura no dia 1º de Janeiro de 2017.

Diz o ditado popular, ‘a mentira tem pernas curtas’. Com também bem diz as Escrituras Sagradas, mais precisamente no livro de Lucas, capítulo 12, versículo 2,  ‘Nada há encoberto que não venha a ser revelado e oculto que não venha a ser conhecido.

E agora, quem sempre viveu da mentira terá que sofrer com a tão pesada verdade, que vai doer na alma, arrancar lágrimas e roubar noites e noites de sono.

A justiça finalmente foi feita e o candidato que ganhou a confiança da população pode, enfim, descansar. Aproveite os próximos e últimos 10 dias do ano, Marcão Marchi, porque você terá muito trabalho pela frente e uma cidade inteira para consertar.

Hoje ficou mais que claro que não há quem viva por muito tempo em sua bolha, uma hora as máscaras caem, quem é falso tem que sair e dar lugar aos verdadeiros. Não há motivos maior para reafirmar: a verdade, agora sim, venceu a mentira!!!