Padre Moutinho e Maria Preta recebem homenagem em Itupeva

Por em 20 de abril de 2020
Padre Moutinho e Maria Preta são representados em mural na região central de Itupeva

Quem trafega pela região da Praça São Paulo, no Centro de Itupeva, já deve ter percebido um novo mural feito pelo artista Luiz Viana. A parede branca ganhou vida com novas cores e deu espaço às imagens do padre Murilo Moutinho e da emblemática servidora pública Maria Preta, símbolos do município de Itupeva.

O prefeito agradeceu o trabalho. “Esta é uma forma de deixarmos marcada a história de Itupeva, mostrando quem são as pessoas que fizeram a diferença no município. Parabenizo o artista Luiz Viana pelo talento e por ter aceitado a nossa sugestão”, disse o prefeito Marcão Marchi.

Além do padre e da funcionária pública, também estão desenhados o coreto, o Cristo Redentor, a antiga locomotiva, Tarsila do Amaral e o senhor Eduardinho, que viveu no município há anos atrás e se tornou personagem do município.

O artista Luiz Viana explica que a técnica de muralismo deve ser considerada como uma pinacoteca ao ar livre. “Para pintar um mural deste, utilizei desde técnicas de realismo ao futurismo. Para quem gosta de arte, esse lugar é um prato cheio! Pois é uma mescla de várias técnicas. São obras que estão ao ar livre e que marcam a história de um povo. Aproveitamos para produzir este mural durante os intervalos dos serviços da Saúde e da Educação”, disse ele.

Para este trabalho, o artista também contou com a ajuda de familiares e da população. “Consegui algumas fotos e percebi que as pessoas aprovaram a iniciativa. Esse mural é a realização de um sonho! Convivi com a Maria Preta e saber que o prefeito tem essa consciência, de querer imortalizar essas pessoas, me deixa satisfeito”, disse ele.

Personalidades

O Padre Murillo Moutinho foi pioneiro das obras sociais em Itupeva, cidade onde foi pároco durante 5 anos. Ele foi o responsável, também, pela doação do terreno onde se encontra o Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora Aparecida.

Maria de Fátima Cerino Jordão, conhecida carinhosamente como Maria Preta, era mãe de cinco filhos e se tornou símbolo da mulher guerreira, já que fazia papel de mãe e pai. Figura carimbada pelas ruas do município, Maria sempre estava com um sorriso no rosto e não escondia as dificuldades da vida.