Secretário de Mobilidade de Itupeva morre aos 48 anos

Por em 19 de março de 2021
Secretário de Mobilidade de Itupeva morre aos 48 anos

O Secretário de Mobilidade Urbana e Meio Ambiente de Itupeva, Renato Gonçalves, 48 anos, faleceu na tarde desta sexta-feira, 19 de março, vítima de complicações pulmonares diante suspeita de Covid19. Ele estava internado no Hospital Municipal “Nossa Senhora Aparecida” e devido a insuficiência renal seria transferido hoje para um hospital de Jundiaí.

A Prefeitura de Itupeva emitiu Nota Oficial de Pesar

“É com profundo pesar que a Prefeitura de Itupeva informa o falecimento do Secretário de Mobilidade Urbana e Meio Ambiente, Renato Gonçalves, no fim da tarde desta sexta-feira (19/03). Ele estava internado no Hospital Municipal Nossa Senhora Aparecida, com complicações respiratórias devido à suspeita de Covid-19, que aguarda o resultado de exame.  Renato, 48 anos, é de família de Itupeva, e estava na equipe de gestão do prefeito Marcão Marchi desde 2017. Os nossos mais sinceros sentimentos e solidariedade aos familiares e amigos.  O prefeito Marcão Marchi lamenta muito pelo falecimento do amigo e companheiro de trabalho, se solidariza com os familiares, e decretou luto por três dias de pesar.

Reservista Classe 72

Renato era reservista classe 1972 do 12º Grupo de Artilharia de Campanha, onde serviu como soldado artilheiro, e sempre disponibilizava sua residência, no bairro do Medeiros, para receber os amigos na tradicional confraternização anual dos amigos de Bateria. O grupo em que fazia parte decretou luto e dedica o dia em sua homenagem com mensagens e votos de pesar.

Renato Masivieiro (na foto junto com Renato e Maurício Pupo), companheiro de bateria, demonstrou profundo sentimento ao saber do falecimento do irmão de farda.
“Difícil de acreditar. Foram tantas e tantas noites de laranjeira (internato) no alojamento da 1ª Bateria de Obuses. Era o parceiro das conversas noturnas, das bagunças, das voltas que dávamos até a padaria do Almeida, na Vila Rami. Ele chegou até ir comigo para Caieiras.
Sempre de humor e a colocar qualquer um de nós ‘para cima’. E que amigo estamos perdendo! Nos recebia em seu sítio como se todos fôssemos irmãos. Renato, vá em paz, irmão de farda, irmão da vida. Hoje o dia fica triste, mas o céu ganha um ser maravilhoso. Meus sentimentos aos irmãos aqui do grupo (postou). Meus sentimentos à esposa, filhos e demais familiares neste momento difícil, que Deus dê conforto ao coração de todos, amém”, finalizou.

Já o então comandante da 1ª Bateria de Obuses, do 12º Grupo de Artilharia de Campanha, coronel Samuel Mendes Caspirro (na época capitão), manifestou profundo pesar e também teceu referências elogiosas a Renato e de pesares à família:

“Externo meus mais profundos sentimentos pela partida do Renato. Pessoa de excelente caráter. Perda devastadora para a família e entes queridos. Rogamos que o Criador, todo poderoso, neste difícil momento de separação, possa trazer a paz e o conforto necessários. Fiquem com Deus”, manifestou o coronel Caspirro.